Publicado 15 de Janeiro de 2022 - 11h34

Por Do Correio Popular

A Festa do Figo é um evento tradicional que acontece há 72 anos em Valinhos

Luciane Lima / Divulgação

A Festa do Figo é um evento tradicional que acontece há 72 anos em Valinhos

Conhecida como "Capital do Figo Roxo", a cidade de Valinhos não terá a famosa Festa do Figo, evento tradicional que acontece há 72 anos no município. O cancelamento do evento foi anunciado ontem à tarde pela prefeita de Valinhos, Capitã Lucimara, junto a outras medidas protetivas para o combate à covid-19.

Outro evento cancelado foi a 27ª Expogoiaba. No ano passado já havia sido feito o anúncio pela Administração Municipal de que o carnaval também não aconteceria na cidade. Acompanhando orientações estaduais, outra decisão foi a de limitar em 50% o público em eventos culturais, shows e festas na cidade. Todos os eventos que a Prefeitura organizava para este mês também não acontecerão.

As decisões foram tomadas seguindo orientações técnicas da área da Saúde após reunião realizada com o Comitê Municipal de enfrentamento à covid, que tem participação de profissionais do setor e de representantes civis. O motivo é o grande crescimento na procura por atendimento de sintomáticos respiratórios e dos casos confirmados de covid-19. Como comparação, no pior momento da pandemia, em março do ano passado, eram cerca de 64 novos casos registrados na média diária. Desde o início de janeiro já são 77 por dia. Apenas na segunda semana de janeiro, a média de atendimentos está em 330 pessoas por dia, contra cerca de 60 em dezembro. Reflexo da Ômicron, nova variante da covid-19 muito mais transmissível que as anteriores.

Graças à alta adesão de vacinação na cidade, a maioria dos pacientes chega com sintomas leves e sem gravidade. Em março de 2021, Valinhos atingiu 139 pacientes internados em leitos de UTI e enfermaria, número que ontem estava em 29. Entretanto, em novembro e dezembro do ano passado, a média de internações era menor que dez. Mesmo sem complicações severas na maioria dos casos, os profissionais de saúde não estão dando conta de suprir a alta demanda. Com isso, outra medida anunciada foi a de ampliar em 200% o número de profissionais de Saúde para atendimentos de casos gripais.

A prefeita de Valinhos ainda recomendou o "teletrabalho" para áreas administrativas do setor público e privado e orientou que pessoas obesas, idosas e imunossuprimidas evitem circular em espaços públicos. A recomendação também vale aos não vacinados. A procura por doses da vacina no município mais do que dobrou de dezembro a janeiro, ultrapassando o 100% de aumento. Entre quem já tem a segunda dose, 36% já conseguiu tomar a terceira para aumentar a proteção.

Vacinas pediátricas

A cidade recebeu na tarde desta sexta-feira (14) 500 doses da vacina da Pfizer destinadas às crianças de 5 a 11 anos. Com isso, a Secretaria de Saúde já anunciou que a aplicação vai começar na segunda-feira, 17. A vacinação começará por crianças de 11 anos com comorbidades e imunossuprimidas, seguindo a prioridade delineada pelo Estado. Na segunda-feira a vacinação acontecerá em três Unidades Básicas de Saúde (UBSs): UBS São Marcos, UBS Pinheiros e UBS Vila Santana, das 13h às 15h, com distribuição de senhas. A Prefeitura divulgará dia a dia os locais em que a vacinação ocorrerá.

Escrito por:

Do Correio Popular