Publicado 14 de Janeiro de 2022 - 8h45

Por Do Correio Popular

As apurações também indicaram que se trata de um morador de São Pedro, que trafegou por Piracicaba nas duas datas, horários e regiões das ocorrências denunciadas

Mateus Medeiros/Gazeta de Piracicaba

As apurações também indicaram que se trata de um morador de São Pedro, que trafegou por Piracicaba nas duas datas, horários e regiões das ocorrências denunciadas

Um homem de 59 anos, acusado de abusar de uma menina de 9 anos e tentar praticar o mesmo crime contra uma adolescente de 12, foi preso pela Polícia Civil, em São Pedro, na tarde de anteontem.

A ação foi realizada por equipes da Unidade de Inteligência Policial (UIP) e da 2ª Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), que foram informadas sobre o abuso sexual contra a menina de 9 anos, que teria ocorrido na última segunda-feira (10) e sido cometido por um homem que dirigia um veículo escuro.

Os policiais iniciaram investigações e localizaram imagens de uma câmera de monitoramento que flagrou o veículo fugindo do local do crime. Tratava-se de um Jeep Renegade cinza, mas as placas estavam ilegíveis devido à baixa qualidade de gravação.

Os investigadores também receberam informações de que um homem, dirigindo um veículo com as mesmas características tentou convencer uma adolescente de 12 anos a entrar em seu automóvel, no dia 1º de dezembro, no Parque Peória, oferecendo a ela R$ 50.

No entanto, ele não conseguiu consumar o ato, porque uma vizinha estranhou a movimentação e chamou a garota, momento em que o homem fugiu.

A tentativa de aliciamento da vítima de 12 anos foi fotografada por uma testemunha, o que permitiu constatar que se tratava do mesmo veículo do caso da última da menina de 9 anos, concluíram os investigadores.

As apurações também indicaram que se trata de um morador de São Pedro, que trafegou por Piracicaba nas duas datas, horários e regiões das ocorrências denunciadas. As duas vítimas também reconheceram, com absoluta certeza, a foto do acusado.

Segundo a corporação, as investigações prosseguem agora para identificar se há mais vítimas. Durante as apurações, foi confirmado que o suspeito esteve várias outras vezes na cidade. O acusado ficou preso e responderá pelo crime de estupro de vulnerável, cuja pena prevista é de 8 a 15 anos de prisão.

Escrito por:

Do Correio Popular