Publicado 14 de Janeiro de 2022 - 8h47

Por Thifany Barbosa/ Correio Popular

Rua onde ocorreu o latrocínio; no alto, imagem do jovem de 18 anos morto no Residencial Campina Verde

Diogo Zacarias

Rua onde ocorreu o latrocínio; no alto, imagem do jovem de 18 anos morto no Residencial Campina Verde

Campinas registrou o seu primeiro caso de latrocínio - roubo seguido de morte - deste ano. A vítima foi um jovem de 18 anos que foi assassinado com três tiros no bairro Residencial Campina Verde, na região do distrito de Ouro Verde, em Campinas, na noite de anteontem.

O rapaz havia completado 18 anos no mês passado. Ele havia saído para levar a namorada até a casa dela, que mora no bairro próximo. Ao voltar para a sua residência, por volta das 23h, foi abordado pelo criminoso, que, em circunstâncias a serem esclarecidas, disparou três vezes conta a vítima.

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP-SP), o jovem teve três pulseiras, um boné e um celular roubados. Ainda de acordo com a Pasta, o rapaz foi atingido na região do tórax.

Uma câmera de segurança de um dos imóveis da rua flagrou um homem em uma moto rondando a região. Após a motocicleta passar, é possível ouvir um barulho semelhante ao de um tiro. Vizinhos alegam ter visto o condutor da moto com uma mochila bag, utilizada para realizar entregas.

Ele foi socorrido ao Hospital PUC-Campinas, mas não resistiu. As circunstâncias do assalto ainda serão apuradas pela polícia.

Um morador da região, que conhecia o rapaz, afirmou que o bairro está muito violento. "Ele frequentava a nossa casa. A sensação é de muito medo, insegurança. Meu filho era muito amigo dele, viviam juntos... poderia ter sido com ele...", lamentou o homem, que não quis se identificar.

O caso foi registrado como latrocínio - roubo seguido de morte - na 2ª Delegacia Seccional de Campinas. A investigação ficará a cargo do 9º Distrito Policial. O enterro do jovem estava previsto para ontem.

Dados

A região de Campinas terminou o mês de novembro zerado em crimes de latrocínio e com ocorrências e vítimas de homicídios dolosos reduzidas. Os indicadores também ficaram igualmente zerados em dezembro de 2021. Já em novembro de 2020, foi contabilizado um registro, com uma vítima.

No ano passado, de janeiro a novembro, a SSP-SP registrou quatro ocorrências de latrocínio na região de Campinas, sendo um em janeiro, abril, julho e agosto. A título de comparação, no ano de 2020 a Pasta registrou 26 casos de latrocínio.

Escrito por:

Thifany Barbosa/ Correio Popular