Publicado 04 de Janeiro de 2022 - 8h55

Por Do Correio Popular

Osvaldo Stefanelli Filho, dono da lotérica que vendeu o jogo: não tem como saber quem comprou as cotas

Diogo Zacarias

Osvaldo Stefanelli Filho, dono da lotérica que vendeu o jogo: não tem como saber quem comprou as cotas

O primeiro dia útil de 2022 em Campinas foi de muitas especulações e boataria sobre a identidade dos ganhadores da Mega-Sena da Virada de 2021. Nas redes sociais, nos locais de trabalho, nas cafeterias e nas ruas o assunto era esse. Os apostadores não foram identificados, mas boatos e supostas fake news garantiam que grupos de trabalhadores do Hospital Vera Cruz, da Unimed e da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) estariam entre os novos milionários. Porém, nada foi confirmado.

Metade do prêmio de R$ 378 milhões foi dividido entre uma aposta de 14 cotas de Campinas, vendida na lotérica de um dos maiores shoppings da cidade, e uma aposta de Cabo Frio (RJ). As dezenas sorteadas foram: 12-15-23-32-33-46. Os apostadores de Campinas, que participaram do bolão, acertaram os seis números da mega, mais 30 quinas e 150 quadras, totalizando um prêmio de R$ 190,7 milhões - que se reverteu num montante de R$ 13,6 milhões para cada cota. O jogo foi de 11 dezenas combinadas, totalizando 462 cartões de seis números cada.

José de Oliveira Campos, vendedor de uma das lojas do Centro de Campinas, estava em uma cafeteria e disse que cada cota tinha valor de R$ 200, valor muito elevado para pagar individualmente. "Por isso, muitos grupos de trabalhadores se uniram para comprar uma cota. Um de dez pessoas poderia, por exemplo, comprar uma cota com a participação de R$ 20 de cada um", exemplificou. "Disseram-me que um dos grupos era da Emdec", comentou.

Outro consumidor, no mesmo estabelecimento, o escriturário Gustavo Marques, revelou que uma pessoa da família confirmou para ele que um dos grupos de ganhadores era do Hospital Vera Cruz e que outro era da Unimed. "É lógico que as pessoas que ganharam vão manter o sigilo, mas a fonte é segura", garantiu.

Osvaldo Stefanelli Filho, proprietário da lotérica que vendeu o jogo, explicou que não tem como identificar as pessoas que compraram as cotas. "Se alguém que ganhou aparecer e me contar, aí ficarei sabendo, mas isso quase nunca acontece. Só sei que eu não ganhei porque não comprei nenhuma cota desse jogo", disse. Stefanelli, que trabalha com loterias desde 1982, primeiramente no Centro de Campinas e agora em um shopping, recorda que já vendeu muitos prêmios elevados. "Porém, um prêmio especial desses é a primeira vez em 40 anos de trabalho", comentou.

333 milhões de apostas

Segundo a Caixa, a Mega da Virada 2021 registrou 333 milhões de apostas, com arrecadação total de R$ 1,51 bilhão. O valor é 28% maior que o do ano passado e 70,4% superior ao de 2018. Além de dois acertadores dos seis números da mega, que receberam cada um de R$ 189 milhões; a quina (cinco dezenas) teve 1.712 acertadores e cada um levou o prêmio de R$ 50,8 mil. Outras 143.494 apostas acertaram a quadra (quatro dezenas) e levaram R$ 866 cada.

Outros vencedores

Em setembro de 2020, uma aposta simples feita em Campinas, pagou o prêmio de R$ 47,1 milhões. O mesmo aconteceu a um apostador, que ganhou R$ 40 milhões em dezembro de 2016. Em agosto de 2021, dois prêmios da Mega-Sena foram entregues em quatro dias. Uma aposta única levou R$ 60,9 milhões, enquanto duas da quina foram pagas: a um apostador da cidade e outra a um grupo de 78 pessoas, cada um recebeu o valor aproximado de R$ 44 mil.

Escrito por:

Do Correio Popular