Publicado 25 de Novembro de 2021 - 9h24

Por Do Correio Popular

De acordo com a Polícia Civil, o condutor que dirigia uma Mitsubishi Pajero teve a sua prisão temporária decretada e já é considerado foragido

Reprodução

De acordo com a Polícia Civil, o condutor que dirigia uma Mitsubishi Pajero teve a sua prisão temporária decretada e já é considerado foragido

O dono da Toyota Hilux - que atropelou um segundo motoboy que não estava envolvido na briga que resultou no atropelamento do entregador Rafael Sampaio Ferraz, de 36 anos, que está hospitalizado - foi identificado na tarde de ontem e intimado a depor sobre o caso.

De acordo com a Polícia Civil, o condutor que dirigia uma Mitsubishi Pajero teve a sua prisão temporária decretada e já é considerado foragido.

Ambos estão envolvidos em uma confusão ocorrida, no último domingo, 24, no bairro Taquaral. Os policiais procuram o dono da Hilux para prestar depoimento, pois o mesmo é quem estava no volante no dia da briga de trânsito.

Dois motoboys também foram ouvidos e outros entregadores que testemunharam o quebra-pau relataram o que viram. A vítima, que está hospitalizada e espera para realizar novos procedimentos médicos, deverá ser ouvida, assim que for possível.

O caso foi registrado no 4º Distrito Policial como homicídio doloso tentado, periclitação de vida e danos (crime em que alguém cria uma situação perigosa para lesar ou prejudicar a vida ou a saúde de outra pessoa).

Vaquinha on-line

A vaquinha virtual criada para ajudar o motoboy que foi atropelado por engano após a briga de trânsito, chegou, na tarde de ontem, a cerca de R$ 29 mil, à beira da meta inicial de R$ 30 mil.

A iniciativa tem o objetivo de ajudar o entregador e a família dele, que dependia do trabalho da vítima para viver.

Para a criadora da iniciativa, Bruna Labaki, o saldo da ação foi muito positivo, visto que, em pouco tempo, conseguiram alcançar praticamente a meta.

Porém, Bruna explicou que a “vaquinha” não tem limite, pois não é possível estimar quanto tempo levará para Rafael se recuperar. “A vaquinha está ajudando bastante a família, que nem sequer tinha dinheiro para ir ao hospital”, lembrou.

Escrito por:

Do Correio Popular