Publicado 17 de Novembro de 2021 - 9h24

Por Thifany Barbosa/ Correio Popular

Local onde viviam dois cães na casa do idoso agressor: nos últimos meses, outros episódios de crueldade a animais foram registrados na região

Reprodução

Local onde viviam dois cães na casa do idoso agressor: nos últimos meses, outros episódios de crueldade a animais foram registrados na região

Um idoso de 72 anos foi preso, na manhã de anteontem, acusado de bater em um cachorro e arremessá-lo por cima em uma casa vizinha, no bairro Santa Lúcia, em Campinas. O animal morreu.

De acordo com informações passadas pela vizinha do homem, no último domingo, 14, ela teria ouvido o idoso agredindo o cachorro e começou a discutir com ele para que parasse, ameaçando-o de chamar a Polícia Militar. A mulher acionou a corporação, mas ninguém foi até o local.

Ainda segundo ela, o homem jogou o animal para o lado da casa dela, por cima do muro, dizendo que se ela poderia cuidar melhor, que ficasse então com o cão. O animal estava bem debilitado e a mulher ainda tentou cuidar dele, dando soro e comida, mas ele não resistiu e morreu anteontem.

Ao ver que o cãozinho havia morrido, tornou a ligar para a PM, que, desta vez, foi até a residência do idoso na manhã de anteontem. No momento em que os agentes de segurança entraram no imóvel, já encontraram outro animal com sinais de maus-tratos.

Aos policiais, o idoso disse que o cachorro estava tomando medicamentos e que, por isso, estava naquele estado. Com relação ao animal arremessado, ele confessou o ato aos PMs.

O acusado foi levado para a Segunda Delegacia Seccional de Campinas, onde prestou depoimento. A Polícia Civil determinou a prisão dele, que passou por audiência de custódia ontem. Até o término desta reportagem ele ainda estava detido.

De acordo com a Lei 14.064/2020, a pena para quem maltratar cães e gatos é 2 a 5 anos de reclusão, multa e proibição da guarda. Caso o crime resulte na morte do animal, a pena pode ser aumentada em até um terço.

Outros casos

Nos últimos meses, outros episódios de crueldade a animais foram registrados na Região de Campinas. Em outubro, imagens de uma câmera de segurança de um condomínio, no Parque das Constelações, em Campinas, flagrou um homem jogando uma sacola com dois gatos em direção à cerca elétrica. O zelador ouviu o barulho e foi verificar e encontrou os animais. Um dos gatos fugiu e o outro foi adotado por um morador. O autor não foi identificado.

Já em Americana, um homem foi detido após ser flagrado por vizinhos prendendo os focinhos dos cães com “enforca gato”. Os animais foram resgatados pelos Guarda Municipal e pela Polícia Civil. Segundo informações dos vizinhos, os donos submetiam os animais a situação de alta insalubridade e utilizavam de um “enforca gato” para prender o focinho deles. O responsável pelos cães é um colombiano de 25 anos, que foi conduzido a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), onde foi ouvido e liberado posteriormente.

Escrito por:

Thifany Barbosa/ Correio Popular