Publicado 09 de Setembro de 2021 - 13h56

Por Do Correio.com

A entidade pede indenização de R$ 50 milhões por danos patrimoniais, extrapatrimoniais e morais coletivos

STRINGER

A entidade pede indenização de R$ 50 milhões por danos patrimoniais, extrapatrimoniais e morais coletivos

Apesar das paralisações temporárias de caminhoneiros em rodovias da RMC, não haverá problemas de desabastecimento de combustíveis, segundo o Recap, representante dos proprietários de postos de abastecimento de Campinas e Região. Os carregamentos por caminhões e a entrega de combustíveis a partir da Refinaria de Paulínia. Estão garantidos e os proprietários de veículos não têm necessidade de formar fila nos postos

Nesta manhã, por temerem a falta dos combustíveis, muitos motoristas permaneceram por horas nas filas, na busca de encherem os tanques, causando tumultos em avenidas e vias de grande movimento de Campinas.

As paralisações nas rodovias têm dois focos: caminhoneiros em apoio ao presidente Jair Bolsonaro, e aqueles que protestam contra os constantes aumentos dos preços dos combustíveis. Segundo o Recap, são mobilizações pontuais que não irão afetar o abastecimento.

 

Escrito por:

Do Correio.com