Publicado 04 de Agosto de 2021 - 10h21

Por Thifany Barbosa/Correio Popular

O crime acontecido no Parque Via Norte foi o quinto feminicídio registrado em Campinas neste ano

Imagem ilustrativa/Reprodução

O crime acontecido no Parque Via Norte foi o quinto feminicídio registrado em Campinas neste ano

O acusado de feminicídio Elder Cruz, 38 anos, foi capturado e preso na madrugada desta terça, 3, em Campinas. O homem é suspeito de matar a ex-mulher de 45 anos a facadas. O crime aconteceu no último domingo, 1°, no Jardim Chapadão.

De acordo com a Polícia Militar, uma equipe estava em patrulhamento pelo bairro Parque Via Norte quando, ao passar pela Rua Maria Edna Villagelin Zakia, avistou um indivíduo de cor branca, com cerca de 1,90m e magro, caminhando no meio do mato, em atitude suspeita. As características semelhantes à do autor do feminicídio chamaram a atenção dos agentes.

Os policiais, então, aproximaram-se do homem, que tentou fugir do local, mas foi detido e abordado. Ele não portava documentos, e estava com uma quantia de R$ 200 em dinheiro e um isqueiro.

Ao ser questionado, o suspeito informou seu número de R.G, quando foi confirmado que realmente se tratava de Elder Clodoaldo Ferreira da Cruz. Os policiais perguntaram sobre o crime e o suspeito confessou. Ele ainda informou aos policiais que, desde o fato ocorrido, estava pelas ruas e não havia saído do bairro. Estava dormindo em um matagal.

Em relação ao feminicídio, Elder alegou que procurou a ex-companheira, porque queria ver a filha, mas a mulher não respondeu e ele decidiu ir até a residência dela. Ao chegar, tentou arrombar o portão, mas não conseguiu e, em seguida, pulou o muro do prédio. O acusado completou dizendo que estava com uma faca.

Ainda segundo seu relato, arrombou a porta do apartamento da vítima e tentou conversar com ela, mas a ex-companheira não quis dar chance de diálogo.

Em meio à discussão, eles entraram em luta corporal e a mulher pegou uma outra faca na cozinha e tentou golpeá-lo.

Elder desviou, tendo sido atingido na mão direita, quando conseguiu retirar a faca das mãos da mulher e a golpeou na região abdominal. A vítima caiu no chão e a filha do casal acordou. O acusado fugiu do local em seguida pela porta da frente do edifício.

O autor do feminicídio foi encaminhado à Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), onde prestou depoimento e ficou preso.

De acordo com a delegada titular da 1ª DDM de Campinas, Ana Carolina Bacchi, a prisão aconteceu em ação conjunta das polícias Civil e Militar. Já havia mandado de prisão temporária expedido para o acusado.

“Estávamos em diligências, já na busca pelo autor, quando a PM viu uma pessoa suspeita e o abordou. O acusado foi levado ao plantão para dar esclarecimentos. Todo trabalho foi uma ação cooperativa e com ela conseguimos a prisão dele por 30 dias” afirmou Ana Carolina.

Conforme explicou a delegada, o criminoso estava alegando que teria agido em legitima defesa, mas ele já chegou no local com a intenção de matar, pois levou uma faca. “Ele diz que levou uma faca consigo, mas que usou outra para matar e é isso que estão investigando, porque ele alega que a faca usada por ele no crime teria sido quebrada e jogada em um telhado”, disse a titular da 1ª Delegacia da Mulher de Campinas.

Escrito por:

Thifany Barbosa/Correio Popular