Publicado 21 de Julho de 2021 - 13h27

Por Thifany Barbosa/Correio Popular

O garotinho foi encontrado depois que os latidos do cão chamaram a atenção dos agentes perto da uma mureta: ele aparentava estar tranquilo

Divulgação/GM Campinas

O garotinho foi encontrado depois que os latidos do cão chamaram a atenção dos agentes perto da uma mureta: ele aparentava estar tranquilo

Uma criança de 2 anos, que estava desaparecida, foi encontrada pela Guarda Municipal de Campinas com a ajuda do cachorro de estimação da família, após cerca de três horas de busca. O caso ocorreu na noite de segunda-feira, e o menino foi localizado às margens do Anel Viário Magalhães Teixeira, em Campinas.

A criança ficou por quatro horas desaparecida, depois que saiu de casa acompanhado apenas pelo seu cãozinho, o Milu. Ele foi resgatado sem ferimentos, mas sofreu início de hipotermia e precisou ser aquecido com uma manta térmica.

A mãe do menino, que é trabalhadora rural, estava lavando roupas quando o filho saiu da residência. Ele estava brincando no quintal com o animal de estimação quando, repentinamente, a mãe percebeu que a criança não estava mais lá.

Após procurar e não encontrar o filho, a mulher entrou em contato com a Base da Guarda Municipal, pedindo ajuda para achar a criança que estaria desaparecida na zona rural da região da Estrada Velha de Indaiatuba.

Segundo os GMs, a mãe demonstrou muita preocupação, visto que já escurecia e a temperatura estava muito baixa.

O pequeno saiu de casa e caminhou por cerca de três quilômetros, do bairro rural Três Vendas ao Anel Viário Magalhães Teixeira, atravessando inclusive um túnel subterrâneo que passa sob a rodovia. Mas ele não estava sozinho, o tempo todo foi acompanhado pelo cão da família, o Milu, de 5 anos.

Foi graças aos latidos de Milu, que chamaram a atenção dos guardas municipais, que o garoto foi encontrado, pois os agentes resolveram seguir o som. Depois de quatro horas de buscas, depararam com a criança ao lado da mureta de concreto que margeia o Anel Viário.

“O garotinho estava com o seu cachorro e aparentava estar bem. Acreditamos que ele estava ‘brincando’ de se esconder da família e, por conta disso, não estava assustado”, acredita o GM Barbosa. Segundo ele, o local é um sítio e as crianças por ali estão acostumadas a brincar no meio da plantação de figo.

As equipes da GM fizeram uma grande mobilização para as buscas que envolveram mais de 10 viaturas, além das equipes da Polícia Militar e ambulância do Resgate dos Bombeiros, que se juntaram à operação.

A criança foi encontrada pelos GMs e encaminhada ao atendimento médico, cujo transporte foi feito pelo Resgate até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do São José.

A criança ficou sob observação, na companhia da mãe, até a liberação e alta médica, dada nesta gterça pela manhã, quando então deixou o hospital.

Escrito por:

Thifany Barbosa/Correio Popular