Publicado 16 de Julho de 2021 - 13h44

Por Do Correio Popular

O Distrito Federal começou a vacinar pessoas com 49 anos a partir de hoje. A vacinação contra a Covid-19 começou no dia 19 de janeiro e o DF já  recebeu 1.455.070 doses de imunizantes.

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O Distrito Federal começou a vacinar pessoas com 49 anos a partir de hoje. A vacinação contra a Covid-19 começou no dia 19 de janeiro e o DF já recebeu 1.455.070 doses de imunizantes.

A Secretaria de Saúde de Campinas realizará amanhã o sexto Dia D de vacinação contra a covid-19. De acordo com a Pasta, há cerca de 5 mil vagas disponíveis para pessoas a partir de 35 anos e outros grupos contemplados, como quem tem comorbidades a partir de 18 anos, grávidas e puérperas a partir de 18 anos, profissionais de educação a partir de 18 anos, entre outros.

O agendamento por ser feito no site https://vacina.campinas.sp.gov.br ou pelo telefone 160. Quem tiver dificuldade, pode procurar o centro de saúde mais próximo e pedir ajuda. No sábado, 60 centros de saúde estarão abertos para atender àqueles que fizerem o agendamento. Não participarão do Dia D as unidades do DIC 6, Rossin, Santos Dumont, Eulina, Carlos Gomes, Campina Grande e Boa Esperança. Os documentos necessários para cada grupo devem ser consultados no mesmo site. É importante que as pessoas cheguem, no máximo, com 10 minutos de antecedência para evitar aglomerações.

A diretora do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), Andrea von Zuben, chama a atenção para o grupo entre 50 e 54 anos, que está com a cobertura abaixo do esperado. Até 13 de julho, último levantamento realizado pelo Devisa, 65.907 das 74.544 pessoas nesta faixa etária haviam sido vacinadas, o que representa uma cobertura de 88,4%. "É muito importante que as pessoas façam o agendamento e recebam a vacina. Só com um grande número de pessoas imunizadas vamos conseguir diminuir a circulação do vírus e, com isso, evitar o desenvolvimento de novas variantes", alertou.

Não há possibilidade de escolha da vacina, mesmo com prescrição ou encaminhamento médico. A pessoa que se recusar a receber a dose terá que assinar um documento de recusa e irá para o final da fila de imunização. Quem que fez o agendamento, mas não comparecer para receber a dose, ficará suspenso por 30 dias no sistema (se não concordar, basta apresentar recursos no Protocolo Geral da Prefeitura).

Nos cinco Dias D anteriores foram aplicadas um total de 131.106 doses. As ações foram realizadas em 22 de maio, 4, 12 e 19 de junho e 9 de julho. A última edição vacinou 31.002 pessoas em um único dia e bateu o recorde das ações. A campanha de vacinação contra a gripe também está em andamento. O Ministério da Saúde recomenda o intervalo mínimo de 14 dias entre as vacinas contra o vírus Influenza e contra o novo coronavírus. A orientação é priorizar a imunização contra a covid.

Escrito por:

Do Correio Popular