Publicado 23 de Junho de 2021 - 12h38

Por Do Correio Popular

Dispositivo garantirá maior agilidade ao atendimento das vítimas

Marcos Cola/Pixabay

Dispositivo garantirá maior agilidade ao atendimento das vítimas

A Guarda Municipal de Artur Nogueira vai ampliar a proteção às mulheres do município que sofrem de violência doméstica, indo além daquelas que foram vítimas de ameaças ou de agressões e já estão sob proteção da Justiça. A informação foi anunciada anteontem pelo secretário de Segurança Pública, Trânsito e Defesa Civil, Roberto Daher, durante uma roda de conversa virtual sobre o assunto violência contra mulher.

Segundo o secretário, agora, em Artur Nogueira, o dispositivo conhecido como “botão de pânico” estará disponível a todas as mulheres em situação de vulnerabilidade. “Entendemos por estado de vulnerabilidade aquele onde a mulher, motivadamente, esteja em situação de risco de agressão”, explicou o secretário. Segundo ele, o dispositivo deverá ser acionado caso a vítima perceba situação de agressão iminente, especialmente física ou sexual.

Anteriormente, o benefício era apenas para casos em que as vítimas já possuíam medida protetiva estabelecida pelo Poder Judiciário.

“A decisão da ampliação foi necessária e tomada em favor do anseio da população”, salientou Daher, que é delegado na Região Metropolitana de Campinas (RMC). Segundo ele, quando o botão de pânico é acionado, uma viatura do patrulhamento Guardião da Mulher é enviada automática e rapidamente para o local onde foi emitido o sinal do celular em georreferenciamento.

Com isso, o socorro ganhará agilidade ao pular a etapa de triagem pela qual passam ligações que são feitas aos telefones de emergência 153 da Guarda Municipal e 190 da Polícia Militar. As mulheres interessadas em baixar o aplicativo devem se dirigir à GM de Artur Nogueira, que fica na Rua Primeiro de Janeiro, 1674, Centro.

Escrito por:

Do Correio Popular