Publicado 19 de Junho de 2021 - 13h43

Por Do Correio

Com a implantação da "Lei Seca" nas vias públicas e no interior de postos de gasolina a partir das 19h com a regulamentação do novo toque de recolher na cidade, com reforço das fiscalizações no entorno de restaurantes e lojas de conveniência de postos de combustíveis, Campinas fecha o cerco contra as aglomerações, principal foco do avanço de casos de covid-19, segundo o governo municipal.

O secretário de Segurança, Christiano Biggi, informou que desde sexta-feira (18), às 19h, deu-se início à operação "Aglomeração zero". Nela a Guarda Municipal reforçou as ações em regiões mapeadas como de grande transmissão da covid-19, entorno de bares, restaurantes, praças e postos de gasolina.

"Infelizmente temos ainda nos deparado com cenas de grande aglomeração e jovens sem uso de máscaras. E com isso precisamos de medidas mais efetivas. Então estamos ampliando as ações com saturação de viaturas nas ruas para combater e debelar essas aglomerações e a partir de segunda-feira o combate ao uso de bebida alcoólica em vias públicas", disse o secretário.

O prefeito Dário Saadi (Republicanos) fez questão de ressaltar que as medidas que estão sendo tomadas são baseadas em estudos e em pesquisas. "As medidas não saem da cabeça de ninguém, são baseadas em estudos realizados na Europa, no Brasil, em pesquisas de contaminação, estamos focando nos horários, atividades e exageros das atividades que mais contaminam", explica.

Escrito por:

Do Correio