Publicado 11 de Junho de 2021 - 12h59

Por Gil Rei/Correio Popular

Vista parcial da vicinal do Rio Acima com o Aeroporto Internacional de Viracopos ao fundo: pavimentação da estrada é uma antiga reivindicação de moradores de Monte Mor e de Campinas

Ricardo Lima/Correio Popular

Vista parcial da vicinal do Rio Acima com o Aeroporto Internacional de Viracopos ao fundo: pavimentação da estrada é uma antiga reivindicação de moradores de Monte Mor e de Campinas

O Governo do Estado de São Paulo anunciou ontem a pavimentação e obras de melhorias no acesso da estrada vicinal do Rio Acima, em Monte Mor. As intervenções possibilitarão a conexão entre o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, e a Rodovia Jornalista Francisco Aguirre Proença, a SP-101, mais conhecida como Campinas-Monte Mor. O acesso tem início no km 23 da SP-101 e segue até a região do terminal aéreo, trecho que é de terra e tem como usuários atualmente moradores de chácaras e sítios.

A reformulação da vicinal vai facilitar o escoamento de produtos agrícolas e de mercadorias que chegam através de Viracopos, além de desafogar parte do trânsito intenso que existe diariamente na Campinas-Monte Mor.

O anúncio das obras foi feito pelo governador João Doria (PSDB), no Terminal Intermodal de Jundiaí (Tiju) Contrail, em Jundiaí, durante assinatura de autorização de investimentos estaduais para modernização de estradas vicinais das regiões de Campinas e Jundiaí, com investimentos de R$ 119 milhões em recursos estaduais. A iniciativa faz parte do programa "Novas Estradas Vicinais", que somente na etapa inicial pretende recuperar 1.563 quilômetros de vias e gerar 15 mil empregos.

O programa prevê obras para recuperação de pistas já asfaltadas, pavimentação das estradas em terra e melhorias em sinalização e sistema de drenagem. De acordo com o governo, as obras licitadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER) deverão ocorrer entre 2021 e 2023.

No evento de assinatura, Doria destacou a interligação com o aeroporto, que vai totalizar 22 km de via pavimentada e que deverá ter grande utilidade em toda a Região Metropolitana de Campinas (RMC). "A recuperação da economia também passa por obras e investimentos. São Paulo é o único Estado do Brasil que está fazendo investimentos consistentes em infraestrutura", alardeou o governador.

Doria destacou questões ligadas à logística que geram desenvolvimento econômico e social. "Lançamos a contratação de obras para estradas vicinais da região. Isso organiza a vida das pessoas, a distribuição, a produção, a logística, o direito de ir e vir e as facilidades para as pessoas que se deslocam a trabalho, estudo, razões de ordem pessoal ou religiosa, tratamento médico ou lazer", acrescentou o chefe do Executivo Paulista.

O prefeito Dario Saadi (Republicanos) esteve presente ao evento e destacou a importância da obra na vicinal do Rio Acima, entre a SP-101 e o aeroporto de Viracopos. "A modernização e pavimentação desta via será muito importante não só para o município de Monte Mor, mas também para Campinas. Além de desafogar o trânsito intenso da rodovia Campinas-Monte Mor, a obra deverá contribuir muito para a região do Campo Grande e para os que lidam com o escoamento de produtos agrícolas e mercadorias. Vai auxiliar no desenvolvimento de toda a região e vai fazer a diferença", considerou.

Campinas, Monte Mor, Sumaré, Paulínia, Pedreira e Valinhos estão entre os municípios da RMC que integram as duas primeiras fases do programa Novas Estradas Vicinais. As principais vias da região de Campinas que receberão melhorias são a Estrada Municipal Mineko Ito, conhecida por Estrada do Barreiro, com 8,9 quilômetros, que liga a região de Nova Veneza à Área Cura, em Sumaré; a estrada vicinal MOR 354 (999) e a estrada do Rio Acima, ligação entre Monte Mor e o aeroporto de Viracopos, em Campinas, com extensão total de 22 quilômetros; e a estrada vicinal Constante Pavan, ligação entre a rodovia Professor Zeferino Vaz (SP-332) e a região industrial de Paulínia. Todas estão na Fase 1 do programa.

Contabilizando as regiões de Campinas e Jundiaí, serão modernizadas 15 estradas vicinais. As cidades beneficiadas são: Jundiaí, Monte Mor, Campinas, Paulínia, Sumaré, Pedreira, Valinhos, Bom Jesus dos Perdões, Várzea Paulista, Nazaré Paulista, Mairiporã, Piracaia, Campo Limpo Paulista, Cabreúva, Morungaba e Bragança Paulista.

Investimentos

Em todo o Estado, a primeira fase do programa vai promover obras e serviços em 139 vicinais, divididas em 111 lotes. Até o final de junho, o Governo de São Paulo vai anunciar as estradas que serão incluídas na segunda fase do programa.

Nesta etapa inicial do Novas Estradas Vicinais, o investimento em todo o Estado será de R$ 1,2 bilhão em obras licitadas pelo DER. "Este programa dá início à nova matriz logística de São Paulo, pois melhora o transporte da produção agrícola. Isto significa mais desenvolvimento econômico e qualidade de vida para a população", afirmou o secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto.

Escrito por:

Gil Rei/Correio Popular