Publicado 08 de Junho de 2021 - 16h59

Por Correio Popular

Prefeitura abre agendamento para grávidas e puérperas

A Prefeitura de Campinas abriu o agendamento para grávidas e puérperas (mulheres que deram à luz há menos de 45 dias) tomarem a vacina contra a covid-19. O agendamento é feito pelo site www.vacina.campinas.sp.gov.br. A previsão é imunizar 14 mil mulheres. O grupo vai receber doses da vacina Pfizer, que chegaram a Campinas na última sexta-feira.

No site, as grávidas puérperas devem preencher um questionário e, no dia da vacinação, além dos documentos exigidos que comprovem residência em Campinas, devem apresentar documentos adicionais. As primeiras deverão apresentar o cartão do pré-natal. As segundas, a certidão de nascimento do bebê. As mulheres deverão também portar o comprovante emitido no final do agendamento.

O agendamento também foi aberto para pessoas com comorbidades com mais de 18 anos. Até agora, o procedimento incluía pessoas com mais de 30 anos. Os interessados preencherão o questionário no site, e no dia da imunização deverão apresentar comprovação médica de risco em decorrência de uma das comorbidades que são prioritárias para a vacinação. Também será exigido comprovante de endereço que mostre que a pessoa é moradora de Campinas.

Fiscalização

Equipes de fiscalização da Prefeitura vistoriaram 780 estabelecimentos comerciais durante o feriado de Corpus Christi, entre a noite de quarta-feira, dia 2 de junho, até a manhã de ontem. Destes, 37 foram fechados. As barreiras do Toque de Recolher abordaram, no mesmo período, 1.906 veículos e 2.610 pessoas foram orientadas sobre as medidas sanitárias.

As blitze têm sido intensificadas pela Prefeitura para garantir o cumprimento das medidas sanitárias previstas no decreto de calamidade pública. São verificados se os estabelecimentos estão cumprindo os protocolos. As ações ocorrem diariamente e são realizadas em conjunto por vários setores da Administração. Caso sejam evidenciadas situações contrárias às determinadas nos decretos municipais, os responsáveis são autuados, estando sujeitos à multa e à interdição do estabelecimento

 

Estão sendo vacinados atualmente em Campinas:

Idosos a partir de 60 anos; profissionais e trabalhadores da saúde a partir de 18 anos; gestantes, puérperas e lactantes que são profissionais ou trabalhadoras da saúde; gestantes e puérperas (a partir de 18 anos); estudantes da área da saúde em estágios em instituições do setor (a partir de 18 anos); profissionais da Educação a partir de 47 anos; moradores de Instituições de Longa Permanência (ILPIs) [apenas 2ª dose]; idosos acamados  e domiciliados; pessoas com síndrome de Down (a partir de 18 anos); pacientes em terapia renal substitutiva ou transplantados (rim, coração, pulmão, fígado ou pâncreas - a partir de 18 anos); pessoas com transplante de medula óssea (desde que em uso de supressor); pessoas com comorbidades a partir de 18 anos moradoras da cidade; pessoas em situação de rua com mais de 50 anos com comorbidades; pessoas em situação de rua com mais de 60 anos; motoristas do transporte coletivo; cuidadores domiciliares de idosos a partir de 18 anos; profissionais aeroportuários, aeroviários e aeronautas que atuem na linha de frente de atendimento e nas operações com passageiros (de acordo com a disponibilidade de doses); pessoas com deficiência grave que recebem o Benefício da Prestação Continuada a partir de 18 anos de idade

Observações:

1. O cuidador responsável pelo idoso acamado ou domiciliado também pode receber a vacina contra a covid-19, desde que tenha 18 anos ou mais. É necessário que a pessoa procure o Centro de Saúde mais próximo e informe sobre a sua atividade, para que possa receber o imunizante em casa.

2. Para os profissionais da Força de Segurança, a imunização está a cargo da Secretaria Estadual de Saúde.

3. Também estão sendo vacinados os professores autorizados no "Vacina Já Educação", que é gerido pelo governo Estadual. Neste caso, o profissional deve apresentar um comprovante da inclusão no "Vacina Já Educação", para realizar o agendamento da dose. O comprovante também deve ser levado no dia da aplicação do imunizante, entre outros documentos, como foto, CPF e os 2 últimos holerites do ano de 2021, para comprovar que o profissional atua em uma escola de Campinas.

4. O Consultório de Rua é uma van com equipe multidisciplinar que percorre os locais de maior concentração de pessoas em situação de rua e as leva para que elas recebam a vacina no Centro de Vivência dos Idosos

Locais de vacinação

para esses grupos:

Para conferir qual é o local mais perto de sua casa ou de seu trabalho, acesse o  link vacina.campinas.sp.gov.br

Agendamento

Para se vacinar, é preciso fazer o agendamento, prioritariamente, pelo site vacina.campinas.sp.gov.br

ou pelo telefone 160

Comorbidades

Consulte também a lista de comorbidades que permitem o agendamento de vacinação em vacina.campinas.sp.gov.br

Número de vacinados

Número de pessoas que foram vacinadas até o momento, incluindo os profissionais da saúde:

1ª dose: 356.180

2ª dose: 167.728

 

Escrito por:

Correio Popular