Publicado 25 de Maio de 2021 - 12h35

Por Correio Popular

Vacinação drive-thru contra a covid-19 no Parque da Cidade, em Brasília.

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Vacinação drive-thru contra a covid-19 no Parque da Cidade, em Brasília.

Estão sendo vacinados atualmente em Campinas:

Idosos a partir de 60 anos; profissionais e trabalhadores da saúde a partir de 18 anos; gestantes, puérperas e lactantes que são profissionais ou trabalhadoras da saúde; gestantes e puérperas com comorbidades (a partir de 18 anos); estudantes da área da saúde em estágios em instituições do setor (a partir de 18 anos); profissionais da Educação a partir de 47 anos; moradores de Instituições de Longa Permanência (ILPIs) [apenas 2ª dose]; idosos acamados e domiciliados; pessoas com síndrome de Down (a partir de 18 anos); pacientes em terapia renal substitutiva ou transplantados (rim, coração, pulmão, fígado ou pâncreas - a partir de 18 anos); pessoas com transplante de medula óssea (desde que em uso de supressor); pessoas com comorbidades a partir de 45 anos moradoras da cidade; pessoas em situação de rua com mais de 50 anos com comorbidades; pessoas em situação de rua com mais de 60 anos; motoristas do transporte coletivo a partir de 18 anos

O agendamento para a vacinação é feito prioritariamente, pelo site vacina.campinas.sp.gov.br ou pelo telefone 160

Observações:

1. O cuidador responsável pelo idoso acamado ou domiciliado também pode receber a vacina contra a covid-19, desde que tenha 18 anos ou mais. É necessário que a pessoa procure o Centro de Saúde mais próximo e informe sobre a sua atividade, para que possa receber o imunizante em casa.

2. Para os profissionais da Força de Segurança, a imunização está a cargo da Secretaria Estadual de Saúde.

3. Também estão sendo vacinados os professores autorizados no "Vacina Já Educação", que é gerido pelo governo Estadual. Neste caso, o profissional deve apresentar um comprovante da inclusão no "Vacina Já Educação", para realizar o agendamento da dose. O comprovante também deve ser levado no dia da aplicação do imunizante, entre outros documentos, como foto, CPF e os 2 últimos holerites do ano de 2021, para comprovar que o profissional atua em uma escola de Campinas.

4. O Consultório de Rua é uma van com equipe multidisciplinar que percorre os locais de maior concentração de pessoas em situação de rua e as leva para que elas recebam a vacina no Centro de Vivência dos Idosos

 

Locais de vacinação

1. CENTRO DE VIVÊNCIA DOS IDOSOS

Av. Heitor Penteado, s/nº

2. CAIC VILA UNIÃO

Rua José Augusto de Mattos, s/nº

3. CÍRCULO MILITAR DE CAMPINAS

Av. Getúlio Vargas, nº 200,

Jardim Chapadão

4. CASA DA CRIANÇA PARALÍTICA

R. Pedro Domingos Vitali, nº 160,

Parque Itália

5. CENTRO DE IMUNIZAÇÃO NOROESTE

(antigo prédio da NAED Noroeste)

R. Augusta Parreira Belintani, s/nº,

Vila Castelo Branco

Pessoas que foram vacinadas até o momento, incluindo os profissionais da saúde:

1ª dose: 293.214

2ª dose: 149.148

Agendamento suspenso até chegada de novo lote de vacina

A Prefeitura de Campinas divulgou nesta segunda-feira que suspendeu temporariamente novos agendamentos para a vacinação contra a covid-19. O município informou que aguarda o envio de mais doses do imunizante pelo Estado, para reabrir o agendamento da vacinação para as pessoas com doenças crônicas e motoristas de ônibus, bem como para ampliar a vacinação dos grupos já contemplados e de novos públicos. "Ainda há doses para serem aplicadas nos públicos prioritários. O agendamento foi fechado para reorganização e planejamento e será reaberto com novas vagas", informou a assessoria de imprensa.

Por fim, a Prefeitura assegurou que há doses suficientes para atender a todos os que fizeram agendamento, tanto para a primeira quanto para a segunda dose. De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado, foram enviadas para Campinas 514,5 mil doses, mas somente 444,2 mil foram aplicadas, restando ainda 70,3 mil doses. "Na semana passada foram enviadas doses para atender os seguintes grupos prioritários: 17 mil (pessoas com comorbidades 45 a 49 anos), 567 (pessoas com deficiência permanente e BPC 45 a 49 anos) e 2,1 mil (motoristas e cobradores)", informou em nota.

 

 

Escrito por:

Correio Popular