Publicado 12 de Janeiro de 2022 - 17h48

Por Gabriel Bueno da Costa

Por Ilana Cardial e Letícia Simionato

Contatos na maioria dos distritos abrangidos pelo Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) reportaram "crescimento sólido nos preços cobrados dos clientes", embora alguns deles também tenha notado "que as altas nos preços desaceleraram um pouco do ritmo robusto visto nos últimos meses". A avaliação sobre a trajetória recente dos preços consta do Livro Bege, do Fed, sumário de opiniões que embasa as decisões de política monetária, publicado no período da tarde desta quarta-feira, 12.

O documento diz que os preços no atacado e de materiais contribuíram para as pressões sobre os preços em uma série de setores. "Muitos contatos atribuíram o elevado custo de inputs aos problemas atuais na cadeia de suprimentos", afirma o Livro Bege.

Alguns distritos, por sua vez, reportaram que gargalos no transporte haviam se estabilizado em semanas recentes, embora os custos com compras sigam elevados.

"A carência atual de trabalho e o crescimento de salários associado também acrescentaram pressões de custos para as empresas", nota ainda o Livro Bege.

Escrito por:

Gabriel Bueno da Costa Ilana Cardial e Letícia Simionato