Publicado 12 de Janeiro de 2022 - 15h38

Por Estadão Conteúdo

Jovem revelação da base do São Paulo, Liziero perdeu espaço na reta final de 2021 com o técnico Rogério Ceni e espera provar todo o seu valor no Internacional. O volante de 23 anos recebeu a camisa 5 que já foi do ídolo Falcão e do guerreiro Guiñazú no clube gaúcho, falou em adquirir aprendizado e ao mesmo tempo buscar títulos na nova casa e colocou-se à disposição do técnico Cacique Medina para ser um curinga em campo.

"Sou um volante de construção, com domínio de bola, passe e obstrução do espaço. Na base joguei de lateral e atuo tanto de 5 como de 8 e estou disposto a fazer o que o professor pedir. Me sinto bem nas duas funções e sei da qualidade que temos aqui", disse Liziero. "O mais importante é ajudar o Inter. O 5 é o primeiro pivô do time e a bola sempre passa no pé. Ele dá qualidade no time. Na Europa esse jogador costuma ter essa qualidade na saída", reforçou, dizendo ter totais condições de exercer a função.

Essa disposição em ajudar já foi passada em papo com o treinador. "Foram apenas dois treinos, mas deu para conversar um pouco. Antes de vir pra cá vi o estilo de jogo dele. Ele também me passou que quer me ajudar muito e estou aqui para evoluir. O Inter é diferente do São Paulo e estou aqui para conquistar títulos."

Liziero não se considerou desprezado por Ceni, que abriu mão de sua permanência, e fez um mea-culpa pelo rendimento ruim do ex-clube na temporada passada, na qual o São Paulo sofreu com ameaça de rebaixamento.

"Foi um ano complicado no São Paulo. Alguns jogadores não conseguiram constância e é algo que vou procurar no Inter. É um clube gigante em que estou para aprender. Meu objetivo é ser campeão, sem dúvidas, para poder colocar meu nome na história."

O volante está buscando conhecimento sobre o Inter nos ídolos colorados do elenco. "Tive contato com Taison e o D'Alessandro. Sei da grandeza e da qualidade deles e quero aprender muito com eles também", revelou. "O elenco é bastante forte e competitivo e estou aqui para fazer o meu trabalho e ajudar o Inter."

Escrito por:

Estadão Conteúdo