Publicado 12 de Janeiro de 2022 - 14h27

Por Ilana Cardial

O gerente de incidentes para covid-19 da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), Sylvain Aldighieri, disse nesta quarta-feira, 12, que a variante "Ômicron não é uma gripe simples". Em coletiva à imprensa, Aldighieri afirmou que muitas pessoas ainda não têm o esquema de vacinação completo contra a covid-19 e podem enfrentar infecções graves ou muito graves.

"Não devemos relaxar e precisamos manter medidas de controle e prevenção", disse ele.

O gerente afirmou que, de acordo com dados até o momento, as hospitalizações e óbitos entre pessoas totalmente vacinadas são mínimas. Além disso, a cepa Ômicron aparenta não ter capacidade intrínseca de maior transmissão, afirmou Aldighieri.

A variante já foi identificada em 35 países e territórios em todas as regiões das Américas, informou a diretora da Opas, Carissa Etienne. De acordo com as tendências atuais, a Ômicron deve superar a Delta e se tornar a cepa predominante na região.

"A cepa também levou a um aumento nas reinfecções, mesmo entre aqueles que estão totalmente vacinados", disse Carissa Etienne. "Essa nova onda de infecções não será leve. para nossos sistemas de saúde. A Ômicron já está desafiando nossa força de trabalho de saúde e limitando o atendimento a outras doenças."

Escrito por:

Ilana Cardial