Publicado 11 de Janeiro de 2022 - 18h08

Por André Marinho

A Argentina renovou, nesta terça-feira, 11, recorde no número diário de casos de coronavírus, em meio ao avanço da variante Ômicron, conforme informou o jornal Ámbito Financeiro.

Segundo o ministério da Saúde local, o país registrou 134.439 diagnósticos positivos da doença em 24 horas, com 52 mortes.

No total, a nação sul-americana acumula 6,5 milhões de infecções por covid-19 desde o início da pandemia e 117.595 óbitos.

EMA

Do outro lado do Atlântico, a Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) reiterou, em comunicado, que estudos recentes sugerem que os imunizantes seguem eficazes contra casos graves causados pela Ômicron e reduzem o risco de internação, embora a cepa diminua a eficácia geral do produto.

A agência acrescenta que as evidências sugerem que pessoas que receberam a dose de reforço da vacina têm proteção maior do que aquelas que receberam apenas o ciclo primário de imunização. Na nota, a EMA reforça a importância do profilático e diz que continuará monitorando os dados.

Escrito por:

André Marinho