Publicado 11 de Janeiro de 2022 - 17h51

Por Estadão Conteúdo

O Grêmio fez uma temporada bem ruim em 2021, mas um setor chamou a atenção por ninguém se efetivar: a lateral-esquerda. Ao longo dos 12 meses, o clube revezou Bruno Cortez e Diogo Barbosa, apelou ao jovem Guilherme Guedes e fechou com Rafinha improvisado na posição. Nicolas foi apresentado nesta terça-feira com a missão de ajudar o setor. "Chego com sede de ganhar."

O jogador de 24 anos veio emprestado pelo Athletico-PR até dezembro. Ele chegou bastante elogiado pelos dirigentes do clube gaúcho, que confiam no reforço. "O Nicolas, com 24 anos, tem uma sequência grande de jogos nos últimos anos e vem de conquistas recentes. Depois de conversas, ele comprou a ideia do nosso projeto e veio fazer parte disso. Desejo boa sorte e que ele possa nos ajudar a ter a campanha que estruturamos", elogiou Diego Cerri, executivo de futebol do clube. "O torcedor aqui no Rio Grande do Sul, principalmente no Grêmio, gosta de muita raça e determinação e que você possa ter uma estada muito legal aqui e fique por muito tempo conosco", acrescentou o diretor de futebol, Sérgio Vasquez.

Após receber a camisa 30 dos dirigentes, o jogador mostrou confiança em um grande trabalho na nova casa. "Tem tudo para ser um grande ano e será. Vamos em busca de nossos objetivos até o fim. Estou aqui para ajudar o Grêmio, meus companheiros e a todos que estão buscando o melhor para o clube", discursou. "Independentemente de como seja, quero dar o meu melhor aqui, me entregar ao máximo tanto nos jogos, como nos treinamentos."

Além de lateral, Nicolas também pode ser utilizado na armação, e ele se diz pronto para ajudar onde o técnico Vagner Mancini optar. O treinador indiciou sua contratação após trabalharem juntos no Atlético-GO.

"Estou à disposição para onde ele precisar e vou dar o meu o máximo", prometeu, sem esconder a disposição em sempre evoluir. "Acho que um jogador sempre tem a melhorar, nunca vai estar 100% ou perfeito. Minhas características são defensivas, de procurar marcar primeiro, mas quero ajudar."

Nicolas tem experiência em subir com o Atlético-GO para a elite e espera repetir o feito em Porto Alegre. "A Série B é muito difícil, já tive uma experiência com o Atlético Goianiense e conseguimos o acesso. Falando de um Grêmio, sabemos que os adversários vão fazer o jogo da vida deles, mas estaremos preparados."

Nicolas chegou com moral com Mancini. Já o volante Darlan não estava nos planos do treinador e acabou liberado para reforçar o Juventude, por empréstimo.

Escrito por:

Estadão Conteúdo