Publicado 05 de Janeiro de 2022 - 20h40

Por Ilana Cardial

Em telefonema com o presidente russo, Vladmir Putin, o líder dos Estados Unidos, Joe Biden, insistiu para que a Rússia diminua as tensões com a Ucrânia, segundo comunicado divulgado pela Casa Branca. Na conversa, que durou cerca de 50 minutos, Biden "deixou claro" que os EUA e seus aliados irão responder "decisivamente se a Rússia invadir ainda mais a Ucrânia", escreveu a secretária de imprensa, Jen Psaki.

De acordo com a nota, Biden também expressou apoio à diplmacia, com o Diálogo de Estabilidade Estratégica bilateral na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), já no início do ano que vem, e na Organização para a Segurança e Cooperação na Europa.

Escrito por:

Ilana Cardial