Publicado 05 de Janeiro de 2022 - 15h39

Por Luci Ribeiro

O presidente Jair Bolsonaro editou medida provisória que abre crédito extraordinário de R$ 700 milhões em favor do Ministério da Cidadania. O texto foi publicado há pouco em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) e, segundo o governo, "visa ao enfrentamento das consequências das fortes chuvas que acometeram diversas regiões do Brasil, principalmente os Estados da Bahia e de Minas Gerais, que deixaram milhares de pessoas desabrigadas ou desalojadas, em decorrência de alagamentos, deslizamentos de terra e danos à infraestrutura local, com interdição de estradas, quedas de pontes e viadutos e interrupção de fornecimento de energia elétrica e água potável".

O Brasil já contabiliza ao menos 31 mortes pelas fortes chuvas que atingem o País neste fim de ano. Após terem se intensificado em dezembro, os temporais causaram estragos principalmente na Bahia, que já registrou ao menos 25 mortes pelas chuvas. Agora, estão se espalhando em maior intensidade para outras regiões e voltando a castigar Minas Gerais.

Segundo boletim divulgado pela Defesa Civil de Minas Gerais, ao menos seis pessoas já morreram por causa dos temporais no Estado. Ao todo, 3.007 moradores do Estado estão desabrigados, enquanto 12.467 estão desalojados.

Na Bahia, conforme a Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec), já são 37.035 desabrigados e 54.771 desalojados. O número total de atingidos é de 643.068 pessoas. A Bahia está enfrentando o pior acumulado de chuvas do mês de dezembro desde 1989, informou o governo estadual nesta semana.

Escrito por:

Luci Ribeiro