Publicado 05 de Janeiro de 2022 - 13h35

Por Estadão Conteúdo

Nasser Al-Attiyah ampliou a sua vantagem entre os carros na edição de 2022 do Rally Dakar com a vitória na quarta etapa, enquanto os rivais Yazeed Al Rajhi e Carlos Sainz tiveram problemas. A equipe de fábrica da Toyota liderou a maior parte do trecho de 465km entre Al Qaisumah e Riad, com o catariano estabelecendo o ritmo inicial e o companheiro Henk Lategan assumindo o terceiro ponto de passagem.

Sainz foi o próximo piloto a ir para a frente, afastando-se dos Toyotas no oitavo ponto de referência, e rapidamente construiu uma vantagem de um minuto em seu Audi elétrico. No entanto, uma segunda vitória em várias etapas não aconteceria, pois uma falha seu carro o forçou a "se arrastar" até a linha de chegada.

Os problemas mecânicos do espanhol inicialmente promoveram Al Rajhi a uma vitória provisória no Overdrive Toyota, com o saudita tendo ido mais rápido que Al-Attiyah no trecho de 40km entre os pontos 8 e 9. No entanto, houve um drama tardio, quando Al Rajhi foi atingido com uma penalidade de dois minutos por excesso de velocidade, permitindo que Al-Attiyah chegasse e vencesse pela segunda vez uma etapa em 2022.

O piloto do Catar terminou com apenas 25 segundos de vantagem sobre a lenda do rali, o francês Sebastien Loeb, que se recuperou do desastre da última terça-feira para terminar em segundo lugar para a equipe do Bahrain, dirigida pela Prodrive. Sainz acabou se classificando em terceiro, embora 52 segundos atrás de Al-Attiyah, com Al Rajhi caindo para o quinto lugar, atrás do melhor X-raid Mini de Yasir Seaidan.

MOTOS - A quarta especial do Dakar viu uma vitória repetida nas motos. Joan Barreda Bort voltou a vencer e

continua sua caçada para se aproximar dos líderes na classificação geral. O espanhol fez os 465km entre Al Qaisumah e Riad em 4h07min06s, com folga na frente do companheiro Pablo Quintanilla, o segundo colocado.

A disputa entre as motos começou bem equilibrada, com menos de um minuto separando os cinco primeiros colocados, mas com Ricky Brabec passando à frente na primeira aferição de tempos. Logo depois, foi a vez de Danilo Petrucci roubar o show e andar em alto nível até o quilômetro 158, quando foi superado por Barreda.

A partir daí, o espanhol apenas controlou o ritmo e caminhou para mais uma vitória na edição 2022 do rali. O companheiro Pablo Quintanilla apareceu em segundo lugar, seguido pela dupla da Sherco, com Rui Gonçalves em terceiro e Lorenzo Santolino em quarto. Luciano Benavides fechou o Top 5 em Riad.

Sam Sunderland ficou em sexto, acompanhado por Matthias Walkner, Stefan Svitko, Martin Michek e Ricky Brabec fechando o top-10. Sunderland ainda lidera com folga no geral, três minutos à frente de Walkner. Com a vitória desta quarta-feira, Barreda subiu para a sétima colocação, logo atrás de Quintanilla.

Escrito por:

Estadão Conteúdo