Publicado 05 de Janeiro de 2022 - 10h25

Por Gabriel Bueno da Costa

A Eurasia analisa em relatório o contato telefônico entre os presidentes dos Estados Unidos, Joe Biden, e da Rússia, Vladimir Putin, ocorrido nesta quinta-feira (30). A consultoria diz que o contato em si não muda os riscos de segurança na Ucrânia ou no Leste Europeu e lembra que há encontros previstos entre autoridades russas e americanas no início do próximo ano. Ela adverte, porém, que há o "risco sério" de que as conversas não progridam o primeiro trimestre, o que eleva o risco de uma escalada militar que poderia levar a mais sanções contra a dívida soberana russa.

Segundo a Eurasia, a conversa ilustra a importância dada por Putin ao diálogo com Washington e a pressão do russo por um início rápido das conversas. Putin iniciou esta ligação, a segunda entre eles em dezembro, lembra a consultoria. Biden disse que os EUA responderiam "de modo decisivo" caso a Rússia invada a Ucrânia, ameaçando com grandes sanções neste caso, segundo a imprensa russa. Para a consultoria, o processo diplomático "enfrentará obstáculos significativos".

Escrito por:

Gabriel Bueno da Costa