Publicado 05 de Janeiro de 2022 - 7h24

Por Estadão Conteúdo

O ex-líder da maioria no Senado dos Estados Unidos Harry Reid, que saiu de uma infância difícil em Nevada para se tornar uma poderosa força democrata no Congresso, morreu nesta terça-feira, 28. Ele tinha 82 anos. Reid morreu após uma batalha de quatro anos contra um câncer pancreático, disse sua esposa, Landra Reid, em um comunicado. "Estamos muito orgulhosos do legado que ele deixa tanto no cenário nacional quanto em seu amado Nevada", disse ela.

Como principal democrata do Senado, Reid bloqueou com sucesso o presidente George W. Bush de privatizar a Previdência Social e, mais tarde, ajudou a promulgar a lei de seguro saúde de 2010 conhecida como Affordable Care Act. Ele também liderou um movimento para mudar os procedimentos do Senado para confirmar os nomeados para o Executivo e a maioria dos juízes por maioria simples, um movimento importante que alterou permanentemente o caráter da Câmara. Fonte: Associated Press.

Escrito por:

Estadão Conteúdo