Publicado 04 de Janeiro de 2022 - 13h58

Por AP

Pelo menos 39 pessoas morreram e 72 ficaram feridas em um grande incêndio que atingiu uma balsa no sul de Bangladesh, informaram as autoridades nesta sexta-feira, 24. Alguns passageiros pularam no mar e nadaram até a costa. O incêndio começou por volta das 3 horas da manhã desta sexta-feira (horário local). A embarcação MV Avijan-10 transportava 800 passageiros, no distrito de Jhalokati, no rio Sungandha.

O chefe dos bombeiros, Kamal Uddin Bhuiyan, que liderava a operação de resgate, disse que o incêndio pode ter começado na sala de máquinas.

Os 15 caminhões de bombeiros levaram quase duas horas para controlar as chamas. Foram mais oito horas para resfriar os destroços, acrescentou.

O navio estava navegando da capital Daca para Barguna, cerca de 250 quilômetros ao sul. Estava lotado porque muitas pessoas voltavam para casa para passar o fim de semana com amigos e familiares, disse o chefe dos bombeiros Fazlul Haque.

Os 72 passageiros feridos foram hospitalizados, incluindo sete com queimaduras graves, que foram levados para um hospital em Daca em estado crítico. Quando o fogo se espalhou pela balsa lotada, muitos passageiros pularam no rio para escapar das chamas.

"Eu estava dormindo no convés e fui acordado por gritos e barulho. Para minha perplexidade, vi uma fumaça negra saindo da traseira da nave. Eu pulei nas águas congeladas do rio em meio à névoa espessa como muitos outros passageiros e nadei até a costa", disse Anisur Rahman, um dos sobreviventes.

O governo formou dois comitês para investigar o incêndio e ordenou que relatassem suas descobertas em três dias.

Os acidentes com balsas são comuns em Bangladesh e costumam ser atribuídos à superlotação e à regulamentação frouxa no país, que tem cerca de 130 rios.

Os navios são meios de transporte essenciais, especialmente no sul e no nordeste do país. Em abril, 25 pessoas morreram depois que uma balsa colidiu com outro navio e afundou na capital de Bangladesh.

Escrito por:

AP