Publicado 03 de Janeiro de 2022 - 17h31

Por Bruno Luiz

O ex-candidato à Presidência da República, Fernando Haddad (PT), lamentou nesta sexta-feira, 24, a demora do governo federal em iniciar a vacinação contra covid-19 de crianças entre 5 e 11 anos.

"Meus melhores votos de Natal para as crianças brasileiras. Em nenhum momento lamentei tanto por elas. Vítimas de violência, abuso, fome e todo tipo de privações. Até vacina lhes negam. Minhas orações e minha disposição de contribuir para por fim a esse pesadelo. O Brasil viverá", disse Haddad em publicação no Twitter.

Na quinta-feira, 23, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que o governo vai vacinar as crianças apenas mediante prescrição médica e a assinatura de um termo de consentimento pelos pais e responsáveis.

O presidente Jair Bolsonaro defendeu hoje esta decisão. Além disso, o chefe do Executivo relatou que preencheu a consulta pública aberta pelo Ministério da Saúde sobre o tema.

A aplicação do imunizante da Pfizer em crianças de 5 a 11 anos foi autorizada há mais de uma semana pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas ainda não tem data de início prevista.

Escrito por:

Bruno Luiz