Publicado 03 de Janeiro de 2022 - 11h16

Por Matheus de Souza

O secretário executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, destacou, nesta quarta-feira (29), que os R$ 80 milhões destinados para restaurar as estradas afetadas pelas chuvas na Bahia são uma verba extraordinária e prevista no Orçamento de 2021. Apesar das críticas do próprio governo baiano com relação ao valor, ele ressaltou que o socorro concedido ao Estado acontece em meio ao fechamento das despesas anuais.

"Não adianta colocar um valor muito grande sendo que eu não conseguiria empenhar até sexta-feira (31). Segunda-feira, a gente está em um novo ano em 2022, é uma nova lei orçamentária", justificou, em entrevista ao Jornal da CBN. Sampaio, contudo, não deixa claro quanto do Orçamento de 2022 deve ser destinado a lidar com a emergência do Estado.

O secretário, que substitui interinamente o ministro da Infraestrutura, Rogério Marinho, reforçou que, no momento, existe uma necessidade "urgente" de que todas as rodovias baianas afetadas pelas chuvas estejam com mobilidade normalizada. Ele avaliou que o valor destinado ao Estado para a reconstrução das rodovias é o suficiente para as primeiras ações emergenciais, mas salientou que "o cenário vai mudando todos os dias".

As chuvas no Sul e no Sudoeste da Bahia deixaram 136 municípios em situação de emergência, além de ter deixado 34.163 pessoas desabrigadas e 21 mortas, de acordo com dados da Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec).

Escrito por:

Matheus de Souza