Publicado 03 de Janeiro de 2022 - 10h41

Por Estadão Conteúdo

O órgão antitruste da Índia pediu uma investigação sobre como a Apple gerencia sua loja de aplicativos, a App Store, tornando-se o último país a ter a gigante de tecnologia americana em sua mira. Em comunicado datado de sexta-feira, 31, a Comissão de Concorrência da Índia afirmou que sua visão inicial é a de que a Apple vem violando algumas das leis antitruste do país.

No ano passado, o órgão recebeu queixa de uma organização não governamental (ONG) indiana alegando que uma taxa de 30% que a Apple cobra de desenvolvedores que vendem conteúdo digital por meio de aplicativos prejudica a indústria de software doméstica e sufoca a concorrência. A Apple rebateu a acusação, dizendo que seu foco é garantir o máximo de atratividade de seus aparelhos para o público consumidor, segundo o comunicado.

O órgão disse que deverá concluir um relatório sobre o assunto nos próximos 60 dias, mas não detalhou possíveis penas à Apple caso seja confirmada violação da legislação antitruste. Fonte: Dow Jones Newswires.

Escrito por:

Estadão Conteúdo