Publicado 30 de Dezembro de 2021 - 14h25

Por O Estado de S.Paulo

Por Redação

Beni Borja, celebrado por ter sido o primeiro baterista da banda Kid Abelha, morreu aos 60 anos na noite desta quinta-feira, 23, vítima de um provável infarto.

Apesar de ser conhecido por sua ligação com a banda de Paula Toller, Carlos Beni Carvalho de Oliveira Borja - ou, simplesmente, Beni Borja - tinha uma história bem mais profunda com a música brasileira.

Produtor, compositor e músico, ele foi um daqueles nomes que atuou nos bastidores para alavancar o pop brasileiro dos anos 1980. Além de ter sido o primeiro baterista do Kid Abelha, ele também deixou sua marca com a composição Fixação, um dos maiores sucessos do grupo.

Depois, ele estreitou relações com a banda Biquini Cavadão. Primeiramente, produziu a primeira demo da banda para, depois, se tornar o empresário e produtor fixo, colaborando na composições de sucessos como Vento Ventania.

Na conta oficial do Instagram, a banda Biquini Cavadão lamentou a morte de Beni Borja, tão importante para a história do grupo.

"Beni foi a primeira pessoa a nos incentivar a gravar profissionalmente aquela barafunda que fazíamos", diz o texto. "Ele dizia que Tédio seria o hit do verão. Tínhamos nossas dúvidas, mas foi peça chave para que nossa música chegasse à Rádio Fluminense FM".

Escrito por:

O Estado de S.Paulo Redação