Publicado 21 de Dezembro de 2021 - 21h20

Por Iander Porcella

Por Eduardo Gayer e Daniel Weterman

O Senado iniciou, há pouco, a votação do Orçamento de 2022. As lideranças partidárias estão agora orientando as bancadas. O parecer final da peça orçamentária, apresentado pelo relator, deputado Hugo Leal (PSD-RJ), já foi aprovado na Câmara.

Após intensas negociações, que atrasaram a votação do texto, o Orçamento de 2022 terminou por estabelecer um fundo eleitoral de R$ 4,9 bilhões para o ano que vem. O recurso para o financiamento das campanhas políticas em 2022 será recorde e 144% maior do que o valor destinado na eleição de 2020, de R$ 2 bilhões.

Também foi incluído no Orçamento de 2022 uma previsão de R$ 2 bilhões para reajuste salarial a policiais federais. Desse total, o impacto nas despesas primárias do governo é de R$ 1,7 bilhão.

Escrito por:

Iander Porcella Eduardo Gayer e Daniel Weterman