Publicado 21 de Dezembro de 2021 - 8h06

Por Estadão Conteúdo

As franquias também passaram ter que fazer testes diários pelo menos até 1.º de janeiro

Divulgação

As franquias também passaram ter que fazer testes diários pelo menos até 1.º de janeiro

O aumento expressivo nos casos de covid-19 tem preocupado bastante as ligas esportivas nos Estados Unidos e Canadá. Após a NBA, a liga de basquete, e a NFL, de futebol americano, terem grandes problemas com o crescimento do número de infectados, a NHL, que organiza o campeonato de hóquei no gelo na América do Norte, decidiu tomar providências para não ter que interromper a temporada 2021-2022.

A National Hockey League e a liga de jogadores profissionais da modalidade (NHLPA, na sigla em inglês) decidiram suspender os jogos que requeriam a travessia da fronteira para o Canadá, ou do Canadá para os Estados Unidos, e também pararam as atividades de mais duas equipes visando controlar o surto de covid-19. As franquias também passaram ter que fazer testes diários pelo menos até 1.º de janeiro.

Com a decisão, o Detroit Red Wings e o Toronto Maple Leafs se juntam a Colorado Avalanche, Florida Panthers, Calgary Flames, Nashville Predators e Boston Bruins na paralisação das atividades. Os times baseados no Canadá não jogarão nos Estados Unidos entre esta segunda e a quinta-feira, em jogos que devem ser remarcados. O campeonato faz uma pausa entre os próximos dias 24 e 26.

"Continuaremos a jogar o cronograma da temporada regular de 2021-2022. Embora tenha havido um aumento recente nos resultados positivos do teste covid entre jogadores, treinadores e equipes de hóquei, tem havido um baixo número de casos positivos que resultaram em sintomas preocupantes ou doenças graves", disseram a NHL e a NHLPA em um comunicado conjunto.

Cerca de 10% dos mais de 700 jogadores da liga estavam no protocolo de saúde da liga no último sábado. Até o momento, 27 jogos foram adiados desde sábado e mais 12 previamente marcados serão remarcados.

O comunicado também foi bastante enfático sobre a presença de atletas em Pequim-2022. "Com a contínua incerteza causada pela pandemia, a NHL e a NHLPA estão discutindo ativamente a questão da participação do jogador da NHL nos Jogos Olímpicos de Inverno e esperam estar em posição de anunciar uma determinação final em nos próximos dias", pontuou.

As medidas da NHL já foram criticadas por ao menos um jogador. Trata-se de Nick Cousins, atacante do Nashville Predators e um dos contaminados.

Escrito por:

Estadão Conteúdo