Publicado 20 de Dezembro de 2021 - 15h21

Por Estadão Conteúdo

Pela segunda vez na história um time do Corinthians busca virada improvável em decisão contra o Palmeiras e faz a festa no Allianz Parque. Nesta segunda-feira pela manhã, o time sub-17 conseguiu reverter a desvantagem de 3 a 1 sofrida no Parque São Jorge e festejou a conquista do Paulista nos pênaltis. Após 2 a 0 no tempo normal, a molecada alvinegra viu o goleiro Kauê defender duas cobranças nas penalidades, garantindo os 4 a 3.

Em 2018, no Paulistão dos profissionais, o Palmeiras também tinha vantagem em casa após 1 a 0 na Neo Química Arena. Mas Rodriguinho devolveu o placar da derrota e a festa corintiana veio nos pênaltis.

Os garotos do sub-17 tinham uma missão ainda mais ingrata. Levaram 3 a 1 no Parque São Jorge, na ida, perdendo a invencibilidade com direito a gol de antes do meio campo anotado por Endrick.

O Palmeiras podia perder por um gol de diferença e tinha o contragolpe todo a seu favor, o que aumentava a confiança no título. O time sub-14 já havia comemorado o título estadual sobre o arquirrival no domingo e planejava nova festa tamanha a vantagem.

Mas um gol rápido, assim como em 2018, deixou a decisão aberta. Kayke fez 1 a 0 com somente 10 minutos, batendo colocado no canto esquerdo do goleiro palmeirense. Precisando de mais um gol, os visitantes lutaram até o fim e foram premiados aos 43 do segundo, com Wesley "imitando" o primeiro gol.

Nos pênaltis, Kauê foi logo se redimindo do gol que levou por cobertura ao estar adiantado, ao segurar a cobrança de Thalys. Os corintianos Felipe Augusto, Caio, Biro e Murilo foram precisos e, com 4 a 3, a pressão do empate ficou nos pés de Kauan Santos. Ele bateu com paradinha e Kauê voou para o canto esquerdo para garantir a festa em preto e branco.

O Corinthians do técnico Gustavo Almeida festeja a conquista após 17 vitórias, quatro empates e somente a derrota do duelo de ida da decisão. Foram 56 gols pró e somente 11 contra.

Escrito por:

Estadão Conteúdo