Publicado 20 de Dezembro de 2021 - 12h36

Por Wilian Miron

Em meio a questionamentos sobre a alta da inflação nos Estados Unidos, que registrou o maior nível nos últimos 39 anos, o presidente norte-americano, Joe Biden, disse que os preços vão se mover para baixo, e que já adotou medidas para resolver a situação, como o uso de 50 milhões de barris da reserva de petróleo do país, como forma de reduzir o custo dos combustíveis.

"Temos inflação em coisas que realmente importam para a vida das pessoas. Você sabe que quando vai num posto de combustíveis e custa US$ 3,50 em sua bomba, embora eu tenha pegado 50 milhões de barris, chamei a reserva de petróleo, e em muitos lugares já está abaixo de US$ 3,00 e vai cair", disse ele em entrevista ao The Tonight Show, da rede de televisão NBC.

Biden também disse que nos Estados Unidos as pessoas têm sido atingidas por desinformação, e que elas estão preocupadas e ansiosas por causa da covid-19. "Há muita ansiedade, e meu trabalho é ser franco, deixar as pessoas saberem exatamente o que é a verdade e explicar como vou tentar tornar a vida melhor para elas... tenho confiança de que no fim do dia o povo americano vai entender".

Questionado pelo apresentador Jimmy Fallon sobre o quanto se preocupa com os índices de aprovação (em baixa) de sua gestão, o presidente norte-americano afirmou que está no cargo há menos de um ano, e que neste período muita coisa aconteceu, e que há uma campanha de desinformação. "Eles estão sendo informados de que o armagedon está a caminho".

Durante a entrevista, Biden reforçou a importância da vacinação para o enfrentamento da pandemia de covid-19, e afirmou que a politização da doença é prejudicial para o avanço na imunização da população. "O ponto principal é que a maneira de evitar esse vírus é levar duas injeções e depois a injeção de reforço. Está disponível, temos os medicamentos disponíveis. E isso fará uma diferença gigantesca", disse o presidente dos Estados Unidos, ao comentar que a vacinação é um ato patriótico.

Infraestrutura

Biden também comentou na entrevista sobre seu pacote de infraestrutura e medidas que seu governo quer tomar para reduzir custos das famílias norte-americanas. Segundo ele, no momento não há uma sinalização de que os Republicanos apoiariam seus projetos, mas Biden demonstrou confiança em que conseguirá convencer ao menos parte da oposição.

"Espero que sim (passe no Senado). Não tenho um único voto republicano agora para aprová-lo. Então vai ser difícil, mas acho que podemos fazer isso. Se não conseguirmos, vou continuar até terminarmos".

Escrito por:

Wilian Miron