Publicado 20 de Dezembro de 2021 - 10h06

Por Estadão Conteúdo

A Comissão de Arbitragem da CBF definiu os árbitros e assistentes indicados para compor o quadro internacional da Fifa em 2022. São, ao todo, 17 árbitros, entre homens e mulheres, e 17 árbitros assistentes. Além deles, a lista inclui 12 indicados para atuar como árbitro assistente de vídeo (VAR) em jogos internacionais.

Para a próxima temporada, o Brasil ganhou o direito de ampliar a sua arbitragem feminina no quadro internacional. Desta forma, foram indicadas sete árbitras e sete árbitras assistentes para 2022, com a inclusão da árbitra mineira Andreza Helena Siqueira e da assistente amazonense Anne Kesy Gomes de Sá, duas das novidades da lista para o ano que vem.

"Quero parabenizar os árbitros e assistentes pelas designações, bem como suas respectivas federações estaduais pelo trabalho de desenvolvimento, o que permite ao Brasil ter um dos maiores quadros internacionais de árbitros do mundo. A arbitragem brasileira terá um ano desafiador em 2022 e vamos trabalhar muito para que nossos árbitros e árbitras estejam bem preparados para manter atuações de alto nível ao longo de toda a temporada", disse o presidente em exercício da CBF, Ednaldo Rodrigues.

Entre os homens, a principal mudança se deu pela entrada do brasiliense Savio Pereira Sampaio entre os árbitros, no lugar do catarinense Rafael Traci, que segue no quadro da Fifa como árbitro assistente de vídeo (VAR).

O quadro do VAR, aliás, passou por uma ampliação significativa. Em 2021, ano de sua estreia, a lista tinha apenas sete indicados. Este número quase dobrou para o próximo ano (12), que terá ainda a inclusão de duas árbitras: a paulista Daiane Caroline Muniz e a carioca Rejane Caetano da Silva. Além dos indicados, todos os árbitros da Fifa que atuam em campo também estão habilitados para trabalhar como árbitros assistentes de vídeo.

"O Brasil tem uma representatividade muito grande na arbitragem internacional. São 34 indicados a atuar nos gramados e mais 12 árbitros de vídeo. Isso dá a dimensão do respeito e da responsabilidade que nós temos, e é assim que encaramos nosso trabalho no dia a dia, para que a arbitragem brasileira seja cada vez melhor", disse o presidente interino da Comissão de Arbitragem, Alício Pena Junior.

Confira o quadro internacional de arbitragem da Fifa em 2022:

ÁRBITROS E ÁRBITRAS

Anderson Daronco (RS)

Andreza Helena Siqueira (MG)

Bráulio da Silva Machado (SC)

Bruno Arleu de Araújo (RJ)

Charly Wendy Straud Deretti (SC)

Daiane Caroline Muniz dos Santos (SP)

Deborah Cecília Cruz Correia (PE)

Edina Alves Batista (SP)

Flávio Rodrigues de Souza (SP)

Luiz Flávio de Oliveira (SP)

Raphael Claus (SP)

Rejane Caetano da Silva (RJ)

Rodolpho Toski Marques (PR)

Savio Pereira Sampaio (DF)

Thayslane de Melo Costa (SE)

Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)

Wilton Pereira Sampaio (GO)

ÁRBITROS ASSISTENTES

Alessandro Rocha Matos (BA)

Anne Kesy Gomes de Sá (AM)

Bárbara Roberta da Costa Loiola (PA)

Brígida Cirilo Ferreira (AL)

Bruno Boschilia (PR)

Bruno Raphael Pires (GO)

Danilo Ricardo Simon Manis (SP)

Fabrício Vilarinho da Silva (GO)

Fabrini Bevilaqua Costa (SP)

Fernanda Nândrea Gomes Antunes (MG)

Guilherme Dias Camilo (MG)

Kleber Lúcio Gil (SC)

Leila Naiara Moreira da Cruz (DF)

Marcelo Carvalho Van Gasse (SP)

Neuza Inês Back (SP)

Rafael da Silva Alves (RS)

Rodrigo Henrique Correia (RJ)

ÁRBITROS ASSISTENTES DE VÍDEO (VAR)

Daiane Caroline Muniz dos Santos (SP)

Daniel Nobre Bins (RS)

Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)

José Claudio Rocha Filho (SP)

Pablo Ramon Gonçalves Filho (RN)

Péricles Bassols Pegado Cortez (SP)

Rafael Traci (SC)

Rejane Caetano da Silva (RJ)

Rodrigo D'Alonso Ferreira (SC)

Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

Wagner Reway (PB)

Escrito por:

Estadão Conteúdo