Publicado 19 de Dezembro de 2021 - 10h27

Por Estadão Conteúdo

A peso-palha Amanda Lemos venceu pela quinta vez consecutiva no UFC ao derrotar a norte-americana Angela Hill na madrugada deste domingo, em Las Vegas. A vitória brasileira foi decretada por decisão dividida dos juízes após uma luta bastante equilibrada, diante de uma adversária que ofereceu muitas dificuldades ao longo do combate.

Lemos foi acuada nos primeiros momentos e recebeu um golpe de esquerda na cabeça, mas revidou com um lindo chute frontal que levou Hill à lona, onde não conseguiu manter a vantagem. Quando as duas voltaram a ficar em pé, a brasileira levou um cruzado de direita em cheio.

O segundo round teve um ritmo menos intenso, com sinais de cansaço para ambos os lados. De qualquer forma, Lemos teve bons momentos, como um cruzado curto de direita no rosto da adversária. Já a norte-americana conseguiu pontuar depois de alguns golpes sem tanta precisão nos segundos finais.

O equilíbrio continuou no terceiro round, iniciado com novo chute frontal na cabeça de Hill, seguido por uma troca intensa de golpes em pé, que rendeu mais pontos para a brasileira, segundo a avaliação dos juízes. Assim, Amanda Nunes saiu do octógono como vencedora.

Outra brasileira que teve uma noite boa foi Melissa Gatto, que venceu a norte-americana Sijara Eubanks por nocaute técnico no peso-mosca. Após iniciar a luta em desvantagem, ela conseguiu equilibrar a disputa no segundo round, antes de acertar um chute na cintura de Eubanks, aos 45 segundos do terceiro, para garantir o triunfo. Também representantes do Brasil, Raphael Assunção e Carlos Diego Ferreira foram nocauteados por Ricky Simón e Mateusz Gamrot, respectivamente.

LUTA PRINCIPAL - Na grande atração do dia, o norte-americano Derrick Lewis lutou contra o compatriota Chris Daukaus, até então dono de uma série de quatro vitórias, e aplicou um nocaute aos 3min26s do primeiro round. Com isso, se isolou com o recorde de 13 nocautes no UFC, superando o brasileiro Vitor Belfort e Matt Brown, dos Estados Unidos, ambos com 12 nocautes na carreira.

O início da luta foi morno, já que os lutadores pareciam hesitantes. Lewis apostava em diretos e cruzados apenas para não deixar Daukaus se aproximar. Quando avançou, contudo, foi para encerrar o combate, encurralando o adversário na grade antes de deixá-lo quase inconsciente com golpes de direita e esquerda. Após conquistar a vitória e o recorde de nocautes, Lewis brincou sobre uma possível disputa do cinturão.

"Se quiserem que eu dispute o cinturão, que façam com que a luta seja disputada em três rounds. Eu não consigo me preparar para cinco rounds. Se quiserem alguém para lutar cinco rounds, nem me liguem. Eu sou o primeiro lutador limpo a liderar a lista de nocauteadores do UFC, e agora quero descansar. Não vou ver a disputa do cinturão, porque estarei de férias na Jamaica com a minha esposa", comentou.

Escrito por:

Estadão Conteúdo