Publicado 17 de Dezembro de 2021 - 20h26

Por Bruno Villas Bôas

A prefeitura do Rio estuda a redução de 5% para 2% da alíquota de ISS (Imposto Sobre Serviços) para empresas dispostas a realizar a neutralização de suas emissões de carbono, assim como para empresas certificadoras e plataformas de negociação desses créditos. Com o chamado "ISS Neutro", a expectativa é criar um ecossistema de finança verde na cidade.

A iniciativa é capitaneada pelas secretarias de Fazenda e Planejamento e de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação. O anúncio foi feito durante o evento "Rio, a capital de investimentos verdes do Brasil", que reuniu nesta sexta-feira empresários e investidores no Museu do Amanhã, na zona portuária do Rio.

Durante o evento, a prefeitura confirmou a instalação de uma sede da AirCarbon, a maior plataforma do mundo em volume de transações de créditos de carbono, na cidade. A chegada da empresa havia sido inicialmente anunciada durante a Conferência do Climas das Nações Unidas (COP-26), em Glasgow, na Escócia.

Secretário Municipal de Fazenda e Planejamento, Pedro Paulo disse que a meta é realizar um primeiro leilão de créditos de carbono ou de outros ativos sustentáveis no primeiro semestre de 2022. "Vamos criar um ecossistema para que essas empresas venham para a cidade, com a criação de um ISS Neutro", disse.

Escrito por:

Bruno Villas Bôas