Publicado 17 de Dezembro de 2021 - 20h05

Por Eduardo Rodrigues e Thaís Barcellos

Após o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, admitir que o combate à inflação pode levar até mesmo a uma recessão, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse há pouco que a autoridade monetária está apenas reforçando o compromisso com seu mandato principal.

"É inequívoco que o combate à inflação causa uma desaceleração ou recessão. E um BC independente consegue combater a inflação com um menor custo" afirmou, em coletiva de fim de ano.

Para Guedes, apesar da alta dos juros atuar com um vetor para derrubar a economia, no sentido contrário as concessões devem impulsionar os investimentos em 2022, assim como o Auxílio Brasil de R$ 400 deve sustentar o consumo. "É preciso saber qual será a resultante", completou, renovando o otimismo sobre o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) no próximo ano.

Escrito por:

Eduardo Rodrigues e Thaís Barcellos