Publicado 25 de Novembro de 2021 - 6h35

Por Pedro Ramos

O Corinthians deu continuação à ótima campanha em casa no Campeonato Brasileiro na vitória sobre o Santos por 2 a 0, no último domingo, e entrou no G-4 do Campeonato Brasileiro. Agora, contra o Ceará, nesta quinta-feira, às 20h, a equipe tem o desafio de voltar a vencer como visitante, algo que não acontece há oito jogos, desde que derrotou o Grêmio no fim de agosto.

Um desempenho irregular atuando fora de casa pode atrapalhar as chances do time de garantir vaga na Libertadores. Além da partida contra o adversário cearense, o Corinthians ainda tem mais um jogo como visitante: será contra o Juventude, em Caxias do Sul, na última rodada do Brasileirão.

Além disso, dessa sequência de quatro derrotas e três empates fora de casa, o ataque passou em branco em quatro oportunidades. "O time está tendo uma performance muito boa em casa. Fora, a gente tem que dar uma melhorada", reconheceu o técnico Sylvinho após a vitória no clássico.

O treinador não contará com os meio-campistas Cantillo e Giuliano, lesionados, além de Roni, suspenso, e deve manter a escalação do clássico da última rodada.

Sete pontos atrás do Corinthians, o Ceará está na zona de classificação para a Copa Sul-Americana, na 9ª posição, com 46 pontos, dois a menos que o Fluminense, na sétima. Mas o time cearense, terceiro melhor mandante, também mira uma chance de garantir vaga na Libertadores.

No Brasileirão, a equipe do técnico Tiago Nunes é a que mais empatou (16) e a terceira que menos perdeu (oito). O treinador ex-Corinthians contará com as voltas do goleiro João Ricardo, do volante Fabinho e do atacante colombiano Mendoza, que voltam de suspensão.

Por outro lado, o zagueiro Luiz Otávio não tem presença garantida, isso porque ele segue em tratamento de uma contusão na perna esquerda e ainda será reavaliado para ver se tem condições de jogo. Caso não atue, Gabriel Lacerda fará dupla de zaga com Messias. O meia-atacante Erick, com um edema na coxa, segue entregue ao departamento médico.

"Vai ser um jogo muito difícil, mas já vencemos o Corinthians em outras oportunidades", disse Fabinho. Mais de 30 mil ingressos foram vendidos para a partida.

Escrito por:

Pedro Ramos