Publicado 16 de Novembro de 2021 - 20h26

Por Matheus Andrade

O Banco Central da Reserva Peru (BCRP) elevou nesta quinta-feira, 11, a taxa básica de juros do país de 1,50% para 2,00% ao ano. No comunicado que acompanha a decisão, o BC peruano informa que continuará com sua política monetária expansiva, e que a decisão não implica necessariamente um ciclo de subidas sucessivas nas taxas.

A taxa de inflação em doze meses aumentou de 5,23% em setembro para 5,83% em outubro, "estando temporariamente acima da faixa alvo devido a fatores como o aumento dos preços internacionais de alimentos e combustíveis, bem como a taxa de câmbio", diz o comunicado da instituição. A expectativa do BCRP é de que no segundo semestre do ano que vem a inflação retome a meta.

Ao tomar a decisão, o BCRP indicou mais uma vez que os mercados financeiros demonstraram volatilidade em virtude da "incerteza" no país, e afirmou que a postura foi orientada para "atenuar tal volatilidade".

"A maioria dos indicadores de expectativas sobre a economia melhoraram outubro, mas alguns seguem pessimistas", afirmou o BC. Por outro lado, indicou que se espera "uma recuperação mais pronunciada da atividade econômica mundial nos próximos trimestres à medida que o processo de vacinação continua no mundo e com os programas de estímulo fiscal significativos em países desenvolvidos", ainda que em menor ritmo, ponderou.

O comitê do BC se diz "especialmente atento às novas informações sobre as expectativas de inflação e a evolução da atividade econômica para considerar, se necessário, modificações na posição da política monetária".

A próxima reunião de política monetária do BCRP será no dia 9 de dezembro.

Escrito por:

Matheus Andrade