Publicado 16 de Novembro de 2021 - 18h26

Por Estadão Conteúdo

 Aos 46 minutos, Keno empurrou para o fundo das redes

Divulgação

Aos 46 minutos, Keno empurrou para o fundo das redes

O Atlético Mineiro deu mais um passo importante rumo ao tão sonhado título brasileiro. O clube alvinegro, sem muita dificuldade, derrotou o Athletico por 1 a 0, na tarde desta terça-feira (16), na Arena da Baixada, pela 33ª rodada.

Com o resultado, o Atlético Mineiro chega aos 71 pontos, abrindo novamente 11 do Flamengo, na segunda colocação. O Palmeiras tem 58. O Athletico, por outro lado, conheceu o segundo tropeço consecutivo e ficou com 41.

Pensando na final da Sul-Americana, o Athletico entrou em campo com um time reserva, apostando no erro do Atlético Mineiro para tentar surpreender. O time paranaense apostou no gramado sintético e na força do lado esquerdo para sair na frente, criou boas oportunidades, principalmente, com Pedro Rocha, mas não tirou o zero do placar.

O time mineiro foi mais efetivo, quebrou a linha adversária e contou com o talento dos seus jogadores para furar o bloqueio adversário e sair na frente. Aos 46 minutos, Keno tabelou com Hulk e encontrou Zaracho livre dentro da área. O meia só empurrou para o fundo das redes, sem dar qualquer possibilidade para o Athletico reagir ainda na etapa inicial.

No segundo tempo, o Atlético ficou mais à vontade e logo de cara chegou a marcar com Hulk, mas a arbitragem assinalou impedimento e, com ajuda do VAR, anulou o lance. A pressão continuou, o Athletico foi empurrado para o seu campo de defesa e viu Keno, em ótima jogada individual, mandar na trave.

Do lado do Athletico ficou evidente a falta de entrosamento. O time sentiu muito a ausência de seus principais jogadores, poupados do embate. A bola continuou nos pés dos jogadores do Atlético, que administraram a vantagem com tranquilidade, apesar da dificuldade em fazer a infiltração.

Com o resultado assegurado, Cuca optou por rodar seu elenco e tirar os jogadores que estavam pendurados. As alterações deixaram o time mineiro mais vulnerável. O Athletico chegou a pressionar e ameaçar, em tentativa de Rômulo, mas, desta vez, foi o Atlético-MG quem se segurou para confirmar mais uma vitória no Brasileirão.

Na próxima rodada, o Atlético-MG enfrenta o Juventude no sábado, às 19h, no Mineirão, em Belo Horizonte (MG). O Athletico, que tem a decisão contra o Red Bull Bragantino no final de semana, enfrenta o São Paulo apenas na quarta-feira, às 21h30, no Morumbi, em São Paulo (SP).

FICHA TÉCNICA

ATHLETICO 0 X 1 ATLÉTICO-MG

ATHLETICO - Bento; Zé Ivaldo, Lucas Fasson, Nicolas (Pedrinho) e Khellven; Christian, Juninho e Márcio Azevedo (Erick); Carlos Eduardo (Bissoli), Pedro Rocha (Rômulo) e Jader (Jaderson). Técnico: Alberto Valentim.

ATLÉTICO-MG - Everson; Guga (Mariano), Nathan Silva, Réver e Dodô; Allan (Igor Rabello), Jair e Zaracho; Keno (Borrero), Hulk (Eduardo Sasha) e Diego Costa (Nathan). Técnico: Cuca.

GOL - Zaracho, aos 46 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Sávio Pereira Sampaio (DF)

CARTÕES AMARELOS - Carlos Eduardo (Athletico); Diego Costa e Jair (Atlético)

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis

LOCAL - Arena da Baixada, em Curitiba (PR).

Escrito por:

Estadão Conteúdo