Publicado 16 de Novembro de 2021 - 12h41

Por Roberta Jansen

Nesta terça-feira, 16, cinco ganhadores do Prêmio Nobel se reúnem virtualmente com 80 estudantes de 24 países da América Latina e do Caribe. O Brasil será o País com o maior número de representantes, 16 no total.

Os alunos terão oportunidade de conversar com a microbióloga francesa Emmanuelle Charpentier, laureada com o Nobel de Química do ano passado, a australiana Elizabeth Blackburn e a norueguesa May-Britt Moser, ganhadoras do prêmio de medicina em 2009 e 2014 respectivamente, além do americano Saul Perlmutter, Nobel de Física de 2011, e o holandês Bernard Feringa, Nobel de Química em 2016.

O evento poderá ser visto no canal do Prêmio Nobel no YouTube. No encontro, os laureados estarão reunidos com estudantes de graduação e pós-graduação. Divididos em cinco salas virtuais, eles debaterão questões como a responsabilidade dos cientistas e a construção de diálogos entre a ciência, os atores políticos e a sociedade. Os cinco Prêmio Nobel também vão propor desafios científicos aos jovens e responderão a questões propostas pelos estudantes.

"Esse encontro é uma oportunidade fantástica para que os estudantes conheçam mais sobre o trabalho e também a vida dos vencedores do Prêmio Nobel. Para que eles saibam como esses cientistas chegaram até lá", afirmou Luiz Davidovich, presidente da Academia Brasileira de Ciências (ABC), parceira da Fundação Nobel na organização do evento. "Nosso foco é incentivar aspirantes a cientistas a continuarem no caminho da pesquisa científica, que se interessem por questões como a natureza humana e o universo e ajudem no desenvolvimento do Brasil e da América Latina em geral."

Escrito por:

Roberta Jansen