Publicado 15 de Novembro de 2021 - 14h32

Por Ilana Cardial

Diretora da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), Carissa Etienne disse que os especialistas da instituição ainda não recomendam vacinas contra covid-19 em crianças. Em coletiva à imprensa nesta quarta-feira, 10, ela reforçou a prioridade em proteger os mais vulneráveis primeiro. "Só depois de vacinar os mais velhos, os países deveriam imunizar os mais jovens", afirmou.

O diretor-assistente da entidade, Jarbas Barbosa, disse que a decisão de vacinar as crianças cabe a cada país. "Os produtores entregam seus ensaios clínicos às autoridades regulatórias para que possam fazer revisão. Cada país tem que revisar e tomar suas decisões", afirmou.

Barbosa disse que a Pfizer ainda não solicitou à Organização Mundial da Saúde (OMS) a aprovação para vacina contra covid-19 em crianças. Segundo ele, a estratégia das fabricantes é se voltar diretamente aos mercados interessados. Nos EUA, por exemplo, a Casa Branca informou nesta quarta que, até o fim desta quarta-feira, cerca de 900 mil cidadãos entre 5 e 11 anos já terão sido vacinados.

Escrito por:

Ilana Cardial