Publicado 14 de Novembro de 2021 - 10h50

Por Estadão Conteúdo

As Yaras, seleção feminina brasileira de rúgbi de sete, estão classificadas para a Copa do Mundo da categoria, marcada para setembro de 2022, na Cidade do Cabo, na África do Sul. A vaga veio neste sábado, com uma vitória por 36 a 5 sobre a Colômbia, no Carrasco Polo Club, em Montevidéu, durante disputa da final do Campeonato Sul-Americano.

Única representante sul-americana nas edições de 2009, 2013 e 2018, as Yaras terão a companhia das colombianas desta vez. O desempenho da seleção comandada pelo head coach Willian Broderick e pela capitã Luiza Campos foi bastante sólido, com seis vitórias em seis jogos, 264 pontos marcados dentro de campo, 42 tries e 27 conversões. Apenas Colômbia, Uruguai e Argentina, que terminou em terceiro lugar no torneio, conseguiram anotar pontos na defesa brasileira.

"Agradeço ser reconhecida pelo desempenho, mas nosso resultado é coletivo, vem de um trabalho forte com um grupo bem numeroso de atletas. Estamos muito contentes em representar mais uma vez o rugby sul-americano na Copa do Mundo e poder compartilhar os aprendizados do alto rendimento com as demais seleções do nosso continente", disse Bianca Silva, eleita pela Sudamérica Rugby como a melhor jogadora da competição.

Com mais uma boa atuação de Bianca, as Yaras foram avassaladoras nos primeiros sete minuto, marcando cinco tries com Thalia Costa, três vezes, Mariana Nicolau e Bianca Silva, além das conversões de Raquel Kochhann e Isadora "Izzy" Cerullo.

Na etapa final, a folga no placar continuou graças ao bom desempenho defensivo. Apesar de penais cometidos, decorrentes da forte luta pela bola, as Yaras ainda marcaram um try com Marcelle Souza, completado por Izzy. No fim da partida, Leidy Soto marcou o try de honra das colombianas.

Escrito por:

Estadão Conteúdo