Publicado 14 de Novembro de 2021 - 10h15

Por Estadão Conteúdo

Satisfeito com o futebol apresentado pelo Corinthians no sábado, durante a vitória por 3 a 2 sobre o Cuiabá, o técnico Sylvinho ganhou confiança para buscar uma vaga direta na Libertadores nesta reta final do Brasileirão. No comando do time desde maio, ele avalia que, apesar das oscilações, o elenco atingiu um novo nível de maturidade.

De acordo com o treinador, a versatilidade é um dos pontos fortes da atual fase corintiana na disputa da competição nacional. "O time tem várias formações que vamos tendo conhecimento de causa. Os atletas vão jogando... Eu conheço a construção toda. O time se mexe, 16 jogadores são mais utilizados e as possibilidades nos últimos jogos se abrem para todos", avaliou em coletiva após o jogo deste final de semana.

Ao falar sobre as opções do elenco, Sylvinho também comentou sobre a situação de Luan, que voltou a participar de um jogo após mais de um mês sem jogar. O meia havia jogado pela última vez no dia 9 de outubro, quando o Corinthians perdeu por 1 a 0 para o Sport. Depois, ficou no banco de reservas nos cinco jogos seguintes, sem ser utilizado. Contra o Cuiabá, entrou aos 33 minutos do segundo tempo.

"Ele foi um titular como falso nove, o time lutando em décimo, oitavo, nono e a gente se sustentando. Externamente não era positivo e precisamos trabalhar. Em um momento o Luan perdeu essa vaga para o Jô, teve mais retenção de bola, fazendo o time progredir no campo adversário. O Luan vem trabalhando sempre bem, nossa relação é muito boa, olhamos olho no olho", disse o treinador.

"Damos as mesmas condições para todos e ele tem treinado muito bem, esperando sua oportunidade. Pode ser um falso 9, meio campo, e pode jogar pelo lado esquerdo, falso também. Porque ele tem muita qualidade, pela carreira e por tudo que conquistou. Tem dotes técnicos extraordinários. Entrou, estou feliz por ele, a força do grupo. Fiquei feliz pela entrada e o quanto ele ajudou, incorporando tudo que ele quer. Nos ajudou muito no final do jogo", completou.

Sylvinho usou Jô como exemplo de jogador que conseguiu recuperar espaço. Geralmente utilizado no decorrer das partidas, o atacante, artilheiro do time no Brasileirão ao lado de Róger Guedes, com seis gols, começou jogando neste sábado.

"A gente vê que o Jô potencializa, virou titular. Teve alguns problemas e não pôde estar. Chegada de outros jogadores no levaram para outras condições. Em alguns momentos deu certo e em outros não, faz parte do conhecimento de causa. O Jô potencializa muito sim. Momento importante dele. Um atleta que conversando ele entendeu essa função de retenção, oxigenar o time. Ele não é mais de profundidade, apostar corrida e ele faz outra função. Ele aceitou e estamos felizes", comentou.

Em quinto lugar, com 50 pontos, o Corinthians volta a campo na próxima quarta-feira, no Maracanã, onde enfrenta o Flamengo em jogo válido pela 33ª rodada do Brasileirão, a partir das 21h30.

Escrito por:

Estadão Conteúdo