Publicado 13 de Novembro de 2021 - 23h00

Por Estadão Conteúdo

Mais uma vez, o volante Edenilson deixou o gramado do estádio Beira-Rio como herói. Ele marcou os dois gols da virada, por 2 a 1, em cima do Athletico-PR, neste sábado à noite pela 32ª rodada do Brasileirão. Agora ele vai se apresentar para a seleção brasileira. "Vou para a seleção muito feliz, porque sei que nosso trabalho aqui no Internacional está sendo coroado com bons resultados. E tenho tido a felicidade de marcar gols. Não posso reclamar de nada, mas só agradecer, principalmente aos meus companheiros" comentou Edenilson, agora com 11 gols no Brasileirão.

O volante artilheiro foi chamado por Tite para suprir a ausência de Casemiro, suspenso com cartões amarelos. Ele vai seguir domingo para São Paulo, onde vai se juntar à delegação brasileira e viajar para a Argentina. Após o jogo de terça-feira ele vai estar liberado e deve descansar. Mas pode até ser convocado para ir ao Mato Grosso devido as muitas baixas sofridas pelo time.

A comissão técnica não confirmou, mas o excesso de cartões amarelos recebidos teria sido resultado de uma provocação para descansar o elenco para o jogo contra o Cuiabá, quarta-feira, na Arena Pantanal, pela 33ª rodada. O zagueiro Victor Cuesta, o lateral-esquerdo Moisés e o atacante Maurício receberam o terceiro amarelo e estão suspensos. Outra baixa deve ser o volante Edenilson, servindo a seleção brasileira.

De outro lado, o atacante Yuri Alberto vai voltar após cumprir suspensão. Mas o meia-atacante Taison vai seguir de fora, se recuperando de lesão, podendo estar à disposição para o compromisso do outro fim de semana, diante do Flamengo.

O técnico Diego Aguirre fez elogios à atuação do meia chileno Palacios e antecipou que não vê nenhum problema a volta ao clube do meia argentino D'Alessandro para um jogo de despedida dentro do Beira-Rio.

Escrito por:

Estadão Conteúdo