Publicado 14 de Outubro de 2021 - 0h09

Por Almir Leite

A nota enviada anteriormente continha um erro na ficha técnica. O jogo não teve cartão vermelho. Segue a versão corrigida:

Corinthians não jogou bem, mas fez o suficiente para vencer o fraco Fluminense por 1 a 0, nesta quarta-feira, na Neo Química Arena, e alcançar os mesmos 40 pontos do Palmeiras no Brasileirão - perde o quinto lugar no número de vitórias. O time se reabilitou da derrota para o Sport e se mantém firme na luta por vaga direta na Copa Libertadores de 2022.

Em casa, o Corinthians começou a partida pressionando o Fluminense, mas sofreu um duro golpe logo aos 6 minutos: Willian sentiu um desconforto na coxa esquerda e teve de sair da partida. O meia-atacante, que retornava ao time depois de não jogar contra o Sport justamente por causa desse problema, deixou o campo chorando.

O time paulista rondava a área dos cariocas, mas não conseguia concluir com eficiência. João Victor e Gil perderam boas chances. O Fluminense assustou a primeira vez com Luiz Henrique após um escanteio, mas a cabeçada saiu torta, sem direção. Pouco depois, Bobadilla chutou da grande área e Cássio encaixou.

O problema do Corinthians era dar espaços ao adversário. Em uma dessas ocasiões, Yago Felipe puxou o contra-ataque e encontrou Caio Paulista livre na área. O atacante bateu forte e Cássio fez grande defesa, evitando o gol. Na sequência, Luiz Henrique tentou acertar o ângulo do goleiro corintiano, e errou por pouco.

Apesar do domínio territorial e maior tempo de posse de bola - terminou a primeira etapa com 61% -, o Corinthians não era perigoso. Chegou mais uma vez com um chute cruzado de Fagner, para fora, e mais nada.

O primeiro tempo não foi muito atrativo e a segunda etapa começou da mesma maneira. Sem criatividade e lento, o Corinthians não conseguia sair da forte marcação do Fluminense. Os cariocas, por sua vez, não encaixavam jogadas em velocidade.

Custou, mas o Corinthians fez uma boa jogada e foi recompensado com o gol. Gustavo Mosquito, que substituíra Willian, cruzou da esquerda e encontrou Gabriel Pereira livre. O garoto bateu de primeira, sem defesa. Depois do gol, o Corinthians se fechou, deixou o Fluminense ficar com a bola, mas soube bloquear as investidas e contou com Cássio na única vez que correu risco, com boa defesa num lance em que João Victor desviou para trás um cruzamento de Danilo Barcelos.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 X 0 FLUMINENSE

Corinthians - Cássio; Fagner, Gil, João Victor e Fábio Santos; Cantillo (Gabriel), Guiliano, Renato Augusto (Vitinho) e Willian (Gustavo Mosquito); Gabriel Pereira (Adson) e Róger Guedes.

Técnico:Sylvinho.

Fluminense: Marcos Felipe; Samuel Xavier, Nino, David Braz e Danilo Barcelos; André, Yago Felipe (Cazares) e Nonato (Martinelli); Luiz Henrique (Arias), Bobadilla (John Kennedy) e Caio Paulista (Abel Hernández).

Técnico:Marcão.

GOL - Gabriel Pereira, aos 23 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Marielson A. Silva (BA).

CARTÕES AMARELOS - Danilo Barcelos (Fluminense) e Fagner (Corinthians).

RENDA - R$ 604.926,60.

Público - 12.045 (total).

LOCAL - Neo Química Arena, em São Paulo.

Escrito por:

Almir Leite