Publicado 13 de Outubro de 2021 - 0h18

Por Estadão Conteúdo

O Cruzeiro foi melhor, batalhou, pressionou e criou muitas chances, porém não conseguiu sair do 0 a 0 com o Botafogo, nesta terça-feira, em Belo Horizonte, pela 30.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Para o goleiro Fábio, o empate deve ser valorizado, principalmente pelo esforço de todos.

"É preciso parabenizar a todos pelo sacrifício.O Grupo de jogadores, a torcida que nos incentivou o tempo todo, mas infelizmente, a bola não entrou. A gente lutou até o final. Cada qual tem o seu tempo...", explicou o goleiro, que dedicou também seus agradecimentos para os funcionários do clube, que estão com salários atrasados.

"Os funcionários também estão dando o máximo, porque é preciso amar o clube para superar todas as dificuldades. Sempre vamos entrar em campo não deixando de honrar esta camisa do Cruzeiro", enfatizou. "É preciso ter fé em Deus", finalizou.

Mas nesta altura, nem mesmo com muita fé dá para ter esperanças de que o time ainda pode brigar pelo acesso na Série B. O Cruzeiro soma 39 pontos, em 11.º lugar, ficando bem atrás dos times que estão no G-4 - a zona de acesso. O Goiás, quarto colocado, tem 48, portanto 11 pontos na frente do time mineiro. E agora só faltam mais oito rodadas, ou seja, 24 pontos em disputa.

Sem contar que os jogos têm sido cada vez mais acirrados. Na próxima rodada, por exemplo, o Cruzeiro vai enfrentar fora de casa o Avaí, que tem 50 pontos, em terceiro lugar. Adriano e Giovanni, com três cartões amarelos, estão suspensos, o mesmo valendo para o técnico Vanderlei Luxemburgo. Irritado, ao fim do jogo, ele desabafou: "Me deram o cartão amarelo para eu não ir lá (Florianópolis). É bom pra quem? É bom para eles"..., concluiu.

Escrito por:

Estadão Conteúdo