Publicado 13 de Outubro de 2021 - 0h02

Por Estadão Conteúdo

Em mais uma partida sem vitória - é a sétima consecutiva, contando Campeonato Brasileiro e Copa Libertadores -, o Palmeiras ficou no empate sem gols com o Bahia, nesta terça-feira, em Salvador. O atacante Rony destacou a qualidade do adversário, mas reconheceu que o time alviverde apresentou uma queda de rendimento durante a partida.

"Difícil, muito difícil. Nós sabíamos da dificuldade que iríamos encontrar, o Bahia é uma equipe muito qualificada, de um grupo muito forte. A gente tentou propor nosso ritmo de jogo, fizemos um grande primeiro tempo e tivemos oportunidades para matar o jogo, o goleiro deles também fez grandes defesas. No segundo tempo, nós deixamos um pouco a desejar, deixamos de jogar um pouco", disse o atacante em entrevista à TV Globo.

No segundo tempo, Wesley foi expulso após acertar o rosto de um defensor do Bahia e o lateral-direito Gabriel Menino teve que ser substituído, com dores no tornozelo esquerdo. Assim, Rony foi deslocado para a ala direita e, por isso, exaltou o "espírito de grupo".

"Infelizmente, tivemos um jogador expulso e a infelicidade do Gabriel Menino se machucar em uma jogada. Ali, mostra o espírito do grupo. Está todo mundo comprometido a fazer um grande trabalho, tentando melhorar da melhor maneira possível. Acredito que só com o trabalho e a força que nosso grupo tem é que vamos conseguir nossos objetivos", finalizou.

Com o resultado, o Palmeiras chegou aos 40 pontos, na quarta colocação. O próximo jogo do time é contra o Internacional, neste domingo, às 16 horas, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, pela 27.ª rodada do Brasileirão.

Escrito por:

Estadão Conteúdo