Publicado 11 de Outubro de 2021 - 21h01

Por Iander Porcella

O ministro da Economia da Argentina, Martín Guzmán, e o presidente do banco central do país sul-americano, Miguel Pesce, se reuniram nesta segunda-feira, 11, em Washington, com a equipe técnica do Fundo Monetário Internacional (FMI) para tratar da dívida externa do país. As conversas ocorreram no âmbito da reunião anual do órgão credor e do Banco Mundial.

"@Martin_M_Guzman, juntamente com Miguel Pesce, coordenaram uma reunião com os quadros do FMI em que trabalharam aspectos técnicos para avançar num novo programa que permite resolver o problema da dívida que o governo anterior contraiu", diz uma mensagem do Ministério da Economia argentino no Twitter.

Durante discurso na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), realizada em setembro, o presidente da Argentina, Alberto Fernández, chamou o endividamento do país com o FMI de "tóxico" e "irresponsável".

Ele criticou o governo de seu antecessor, Maurício Macri, e disse que a dívida contraída pelo ex-presidente argentino é "insustentável". O chefe da Casa Rosada defendeu, na ocasião, a necessidade de uma "reconfiguração" da arquitetura financeira global para que a reestruturação das dívidas soberanas seja feita de forma mais "sustentável".

Escrito por:

Iander Porcella